19 abril 2013

Resenha: As Montanhas de Miley

  • Autora: Shure Mei 
  • Edição do Autor
  • ISBN: 978-85-913471-0-0
  • Ano: 2012
  • Páginas:176

 Sinopse:

Miley possuía um metro e sessenta de altura, olhos levemente puxados cor de mel escuro, nariz afinado, lábios grossos e o cabelo comprido e liso com pontas levemente onduladas. Era, sem dúvida, uma mestiça muito bonita. Estava prestes a completar dezoito anos e morava com sua mãe, Lea, em um casarão que pertencera ao seu avô Tom Hokiman, em Kawai. Sua rotina muda com a visita do interessante Nick, um militar americano que veio ao país para oferecer uma homenagem ao seu avô pelos serviços prestados ao exército dos Estados Unidos. Charles, o tio de Miley, retorna ao país para convencer Lea e Miley a abandonar o casarão. Elas se recusam, porém após descobrir um segredo da sua mãe, Miley pede a ajuda de Nick e decide partir para Nova York para mudar de vida. Mas o que a jovem não sabia é que o destino já havia reservado mais surpresas para ela, que acabariam influenciando na vida de muitas pessoas.
“As Montanhas de Miley” é um livro que mostra como a vida toma rumos diferentes do que esperamos. Trata de angústia, decepção, sucesso, inveja, amor, dúvida, ou seja, sentimentos muito presentes em nosso dia-a-dia. A personagem Miley é corajosa e acima de tudo humilde, pois a sua personalidade não muda ao longo da trama.

Resenha:

Essa história começa  em 1939, quando um jovem americano aventureiro, Tom Hokiman, imigra para a costa oeste do Kawai, Vietnã do Sul, em busca de fortuna. Tom consegue ver nessas terras, o que ninguém jamais viu. Com a sagacidade de sua juventude e sua inteligência, Tom faz a tão desejada fortuna nascer dos pés de café que planta nesta terra, e apartir dai, seu destino muda, trazendo fama, dinheiro e cobiça.

Tom constrói entre as montanhas, um casarão em volta dos pés de café que cultiva, dá a ele o nome de Taifan. Ali começa uma família, junto com seus empregados que também são seus amigos e sua vida parece próspera e alegre. Depois de muitos anos de trabalho duro, Tom, agora pai de um lindo jovem, Charles, seu único herdeiro, vê suas terras sendo massacradas pela guerra, sua esposa faleceu e seu filho cuida das outras empresas em Washington, sente-se sozinho, a beira da morte, mas uma filha que teve fora do casamento aparece em sua vida dando-lhe forças para viver um pouco mais.

Lea, filha da empregada com Tom, que morreu durante a guerra, volta para Taifan com uma filha, Miley, que logo encanta seu avô, mas o tempo corre, e Tom morre, mas deixa para as duas, as terras de Taifan. Lea não sabe mais o que fazer depois da morte de seu pai, as terras estão destruidas por causa da guerra, sua filha, Miley, a mando de Tom, estuda em uma escola para estrangeiros e só passa os finais de semana em casa, as contas crescem, mas Lea não quer se desfazer o lugar onde cresceu.

Miley entra na história, quando está prestes a completar 18 anos. Assim que termina a escola, Miley, tentando encontrar um jeito de ajudar sua mãe, vai para Nova York com Nick, um tenente do exército, depois de saber que seu avô deixou um testamento, onde Miley tbm é beneficiária.

Miley se sente sozinha em uma cidade que não conhece, sente falta de sua mãe. Se apaga demais a Nick, mas ainda não sabe suas verdadeiras intenções. Depois de descobrir que é uma das herdeiras do império que Tom criou, Miley estuda para ocupar seu lugar na empresa. Mas ela enfrentará muitos desafios até chegar onde deseja.

A primeira coisa que me chamou atenção neste livro foi a capa. Na parte superior temos Taifan, com seu majestoso casarão erguido em meio as montanhas, na parte de baixo, temos uma menininha sentada na janela de um apartamento em uma grande cidade. Lindo!!! Um contraste marcante que descreve bem o livro. Miley não é essa menininha da foto. Em momento nenhum eu consegui visualizá-la assim. Ela é forte, destemida, em nenhum momento demonstrou fraqueza diante dos obstáculos que teve que enfrentar. Nick é o tipo homem perfeito com falhas. Gostei muito dele, mas fiquei triste tbm...
Lea, a mãe de Miley, não foi uma das minhas personagens preferidas, mas teve o seu espaço. Todos os personagens foram muito bem construídos, cada um com sua parte principal no enredo do livro. A escrita da Shure me lembrou muito Sidney Sheldon, o envolvimento de vários personagens em uma trama de suspense e descobertas.

Todo o livro foi produzido pela autora: Capa, diagramação, revisão. Por seu um livro de edição própria, me preparei para encontrar erros, mas, acreditem, não encontrei nenhum! A narrativa é em terceira pessoa, no final do livro vocês vão descobrir quem narra a história. Os capítulos são curtos, dando espaço pra você absorver o conteúdo. A única coisa que eu não gostei muito, foi a rapidez que uma cena passa para a outra. As cenas mudavam rapidamente no mesmo capítulo sem aviso. Me perdi um pouco, mas nada muito alarmante. A descrição sobre a guerra no Vietnã tbm me deixou muito emocionada. Imaginar que isso realmente aconteceu, dá um certa tristeza... Shure soube lidar com isso muito bem, descrevendo pontos marcantes e envolvendo o leitor com realidade e fantasia.
Uma história linda de amor, superação e desejo de seguir em frente. Super recomendado!

" - Miley, você esta vendo essas montanhas em volta de nós? Não tenha medo se um dia você precisar subir até lá, no pico, o mais alto, e colocar uma semente. Você colherá o que semeou, porque o seu esforço é uma semente e a Mãe Natureza dará a você mais do que plantou. E toda vez que você olhar para essas montanhas, elas sempre serão suas." - Pag: 84


Sobre a autora:




Shure Mei Uen, nasceu em 1963, num lugar conhecido como Ilha Formosa, em Taiwan. Chegou ao Brasil em 1973 e foi morar em São Paulo, onde sempre estudou em escolas estaduais. Em 1981, se mudou nova-mente, desta vez para Pernambuco, local em que permanece até hoje.
Sua paixão pela leitura começou pelo gênero de romance policial. Depois de ler algumas obras, o gosto pela escrita foi aflorado. A princípio começou a escrever sem dar muita importância, mas agora não consegue mais parar. “As Montanhas de Miley” é a sua estreia no universo literário.
Depois dessa obra, a sua mente continua em plena profusão de histórias que em breve poderá ser conferida pelo público. Atualmente possui dois livros publicados: As Montanhas de Miley e Três Amores e Uma Fronteira.


É isso gente!!! Espero que vocês gostem da resenha e participem do Top Comentarista, o prêmio é este livro maravilhoso que vai encantar vcs!!! bjo^^

Formulário Top Comentarista


4 comentários:

  1. Aquele: "Gostei muito dele, mas fiquei triste também..." ME DEIXOU MEGA CURIOSA!
    Simples assim, uma frase me deixou muito curiosa sobre o livro.

    ResponderExcluir
  2. Onde foi que ja comentei resenha desse livro?? Jurava que tinha sido aqui ¬¬
    Não me interessa muito, pra falar a verdade. Pela resenha bem feita posso dizer de certeza que não me interessa ler. E a capa me lembra quadrinhos =)

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei muito da capa e ainda mais da sua resenha Ana. To participando do Top, tomara que eu ganhe!

    Abç.

    ResponderExcluir
  4. Amei muito a capa, linda demais!!! Estou dividida se leio ou não, a capa e a resenha me interessaram, mas alguma coisa não me deixou tão empolgada assim.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz