21


Resenha: A seleção - Kiera Cass.




  • Editora: Seguinte
  • ISBN: 9788565765015
  • Ano: 2012
  • Páginas: 368
  • Tradutor: Cristian Clemente

Sinopse:

Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e jóias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

Resenha:

A vida de America não é nada fácil.Em uma família de artistas que vivem de bicos, o dinheiro nem sempre é suficiente, até para as necessidades mais básicas, como por exemplo: comida.
 Depois que a quarta guerra mundial aconteceu, o continente americano foi dominado, e se transformou em  Estado americano da China, onde novamente a monarquia impera. Já o povo, é dividido em "castas" numeradas, onde a Um é a família real, e a Oito, andarilhos e mendigos.
America faz parte da casta Cinco,  não é a mais pobre, porem é composta de artista e músicos, sem emprego fixo ou salario.

(...)- Pai, se quisesse casar com um um Seis ou um Sete
e o amasse muito, você ia deixar?
- America, se você amasse um Oito, eu deixaria que se casasse com ele. Mas você precisa saber que o amor às vezes acaba com o peso da vida de casado. E ia ser ainda pior se você não pudesse sustentar seus filhos. O amor nem sempre sobrevive nessas circunstâncias.(...)

Existe também regras rígidas sobre o relacionamento entre os membros de castas diferente, a esposa pode ser rebaixada ou elevada de casta conforme for  a de seu marido, mas não é normal acontecer o rebaixamento, já que todos almejam melhores condições de vida, mas quando isso acontece, existe muita burocracia.Existe também a lei, em que proíbe o sexo antes do casamento, burlar essa regra, é ir para a cadeia.
Mas quem disse que o amor nos da opção de escolha? America é apaixonada por Aspen, um menino de casta Seis. Será que seus pais e a sociedade aceitariam o casamento? ela não se importa com isso, mas Aspen não quer que ela passe as mesmas dificuldade que a sua família.
E eis que começa as inscrições para "A seleção",que nada mais é, do que um reality show, onde o premio é nada menos do que o príncipe herdeiro de  Illéa. Toda menina, entre 18 e 20 anos é convidada a participar, mas apenas 35 serão selecionadas para entrar na competição, e apenas uma vai se tornar a nova princesa.

(...)Havia coisas - coisas importantes - que eu amava. E aquela folha de papel se erguia como um muro entre mim e o que eu queria. Talvez eu quisesse coisas idiotas. Ou que não conseguiria alcançar. Mesmo assim, eram coisas minhas. Não estava a fim de sacrificar meus sonhos, independentemente do quanto minha família fosse importante para mim. Além do mais, já tinha feito bastante por eles.(...)

America tem 18 anos, logo, sua carta chegou como deveria, mas como ela poderia fazer a inscrição e entrar na disputa para se casar com outro, quando o seu coração já pertencia a Aspen? Mas essa é uma oportunidade que sua família não pode perder, se ela entrar, mesmo que só entre as 35, sua família recebe um bom dinheiro. Levada pela insistência de sua mãe, e também do próprio Aspen, ela enfim faz a inscrição, tendo em mente que nunca sera escolhida. Mas não é que dentre todas, America é um das selecionadas, e precisa partir imediatamente para o palácio. Como pode ser selecionada? como pode entrar em uma coisa dessas?o seu amor é Aspen, ela sempre soube disso. Mas as coisas no lado de dentro do castelo não são exatamente como ela imagina, e principalmente: Príncipe Maxon não é  o cara frio e esnobe que ela imaginava, muito pelo contrario...

(...)-Minha mãe e meu pai se casaram assim e são muito felizes. Tenho a esperança de alcançar a felicidade, de encontrar uma mulher que toda a Illéa possa amar, alguém que possa ser minha companheira e me ajude a receber os líderes de outras nações. Alguém que seja amiga dos meus amigos e minha confidente. Estou pronto para encontrar a minha esposa.(...)

Bom gente, só posso dizer que esse é a minha mais nova paixão literária!!! <3
Estou completamente apaixonada pelo príncipe Maxon, me processem!! ~ suspiros profundos~ 
Confesso que esse livro não estava na minha lista de vou ler e muito menos nos desejados, não tinha a menor intenção de lé-lo, apesar de sempre ter achado a capa bonita. Mas eu tenho algumas amigas, que sabem ser muuuito insistentes (indireta direta para a scheila e a Katielle. kkkk), que me garantiram que eu amaria esse livro! Hoje só tenho uma coisa a dizer a elas : MUUUUITO OBRIGADO. Este livro é viciante, empolgante, inervante e principalmente apaixonante. Eu o devorei, a estoria é muito bem construída, cada personagem com a sua personalidade diferenciada,o enredo é incrível e a temática simplesmente inovadora. Ok, é uma distopia, o que não é muito original no momento, mas a estoria é ambientada de uma forma totalmente inusitada. Se passa em algum momento após a quarta guerra mundial, onde o Estados unidos não existe mais,  pois foi dominado pela China, e apartir dai  surgiu o Estado americano da china, assim como  Illéa, um novo pais. Mas não foi apenas  o nome que mudou, nos países recém dividido, regrediram a monarquia, não é mais governados por presidentes e sim por Reis.
A população também foi reorganizada em "castas" conforme a sua classe social, os membros da casta Um, é a família real, assim como os da 8 são os mendigos. Quanto mais alto o numero da casta, mas pobre os seus membros.
Apesar de essa historia acontecer no futuro muuito distante, não é difícil vc esquecer disse é pensar nos contos de fada, estilo "a Cinderela". Kiera Cass criou uma distopia,onde não existe super tecnologia ou seres de outro planeta, ela criou uma distopia onde o mundo regrediu, achei isso muito legal, totalmente fora dos padrões distópicos.
O livro é narrado em primeira pessoa, apartir do ponto de vista da America, tendo uma narrativa leve e que flui muito fácil, a linguagem usada pela autora é muito simples, fácil de entender. 
Kiera Cass me viciou, me rendi completamente aos encantos do príncipe Maxon, assim como o modo de a autora escrever, que é completamente viciante, estou em panico para saber o que vai acontecer, para vcs terem uma ideia, sai a cata de spoiler de A elite, eu fui dormir as 4 hs da manhã. Este livro me deixou em um frenesi, que eu só senti outras três vezes, em Vampire academy, Belo Desastre e Divergente.
O livro é uma publicação impecável, sem erros de revisão aparente. Tem uma diagramação simples, apenas uma coroa numerando cada capitulo. A capa é algo aparte, um espetáculo, perfeita, e só na metade do livro é que entendemos o significado, e o pq da cor escolhida.
Então pessoal, é isso, eu só posso dizer para TODOS lerem " a seleção", mas tenha em mente que o príncipe Maxon é meu,  e eu saboto todas vcs que estão de olho nele, mais as 35 concorrentes, se for preciso. Cuidado, sou pior que a Celeste.( Só quem leu entende.)kkkkkkkkk
A seleção foi publicado pela editora seguinte e faz parte de uma trilogia, que já tem continuação. A Elite, foi lançado neste dia 22 de abril, e já se encontra disponível para compra, o terceiro e ultimo volume ainda não foi publicado nem no EUA, então sem previsão para nos, mas a autora lançou um pequeno conto, na versão do príncipe Maxon, pré- seleção, onde podemos conhecer melhor o nosso maravilhoso príncipe, e entender melhor a sua personalidade. Este conto esta sendo distribuído gratuitamente no site da editora Seguinte, é intitulado " O príncipe". Para baixar é só clicar "AQUI".
Para quem não sabe, os direitos foram vendido, a esta muito próximo de se tornar serie de televisão no canal da CW. Mas eu não quero falar sobre isso, pq me revolta. Os atores são horríveis e a Cw já disse que não será nada parecido com os livros, a estoria ficara bem mais sombria. Ódio mortal da CW, o cara que vai fazer o Maxon, parece aqueles cafetão de filme B americano.Não tem uma data exata para o lançamento, mas a serie estará na programação 2013- 2014 do canal.
Os atores principais são:
  • Aspen : Lucien Laviscount  (OK, eu não me importo nem um pouco com o pobrinho, mas desde quando ele é negro? )
  • America : Yael Grobglas 
  • Maxon : Michael Malarkey (Não se enganem com essa foto, joga o nome dele no google e depois me falem.)

Sobre a autora:

Quando terminou o ensino médio, sua ambição era o teatro, e foi para Coastal Carolina University, se formando em Teatro Musical. Depois foi para Radford University e mudou para Música. Então Comunicação. Em seguida, História. Acabou estabelecendo-se em História, mas mudou-se para Blacksburg, casou teve filhos. Depois disso, tornou-se dona de casa para ficar em casa com os filhos.
Em 2007, abalada por uma tragédia local, tentou um monte de coisas para se recompor, resultando em se sentar para escrever uma história onde o seu personagem teve que lidar com seus problemas. Escrever lhe ajudou a lidar com todas as coisas que estava sentindo. Acabou por não terminar essa história, porque começou a escrever The Siren. Depois de adquirido o hábito de escrever, teve muitas idéias, incluindo The Selection e um punhado de outras que estão esperando sua vez.

21 comentários:

  1. Esse livro tá na minha meta de leitura desse ano, só que ainda não comprei..
    eu gosto do gênero, mas confesso que esse lance de príncipe me encantou.. eu sei que é clichê e tals.. mas faz parte..
    fuii no google como vc recomendou e lá tem fotos bem melhores dele rsrsrrs
    aguardando a série..

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da sua resenha. Tbm quero muito ler este livro, mas ainda não consegui comprá-lo. É uma pena a Cw não seguir o padrão do livro. Não gosto qdo isso acontece. Afinal se fez sucesso é porque o leitor gostou do livro do jeito que está, não é?

    Abç.

    ResponderExcluir
  3. Ha!!!! Geeh!!! Porque???? Para de chamar o menino de pobrinho!!!! kkkkkkk só faltou o frescurento!!!! kkkkkkkkkkkk

    Vc é demais, como pode???? Adorei a resenha vio, ficou perfeita. Agora, gente, essa menina ta doida pelo Maxon, esqueceu até do nosso amor em comum: Dimitri!!!! rsrsrsrsrs

    bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Estou muito curiosa pelo livro. Esse príncipe parece ser a paixão do momento!!! Acho q também vou gostar dele!!! Não li nenhuma disporia até agora, mas estou super curiosa com A Seleção. Essa dispotia parece ser o máximo e as capas da série são um atractivo a parte, lindas!!!!

    ResponderExcluir
  5. Tô louquinha pra ler , essa capa é tãaoo linda :D

    http://laranjaazda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho muita vontade de ler esse livro, pois ele parece ser muito legal mesmo, sem contar que ele tem uma capa maravilhosa, não vejo a hora de poder ler esse livro.

    ResponderExcluir
  7. Já li várias resenhas sobre esse livro, não tenho certeza porque ainda não li.
    Talvez seja porque não tenho amigas que me falam para lê-lo (nenhuma amiga minha gosta de ler)
    To curiosa para conhecer os personagens e achei engraçado o nome da personagem ser América...
    Eu também achei uma ideia inovadora, não é poque livros distópicos estão virando moda , e sim o enredo e espaço do livro...
    Acho que depois dessa resenha vou lê-lo kkk
    Beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sarah, como assim nenhuma amiga???? e a gente???? *O*

      Vai, adiciona a gente no face, curta a pagina lá e chama a gente pra conversar powww!!!! rsrsrsrsrsrsr tem dias que eu e a Gessica ficamos horas no face conversando sobre livros!!!! É só chamar que a gente não para de falar!!!! kkkkk

      bjo flor!!! ^^

      Excluir
  8. Eu sempre quis ler esse livro. Ai me disseram que é uma cópia de Jogos vorazes. Ai me disseram que não era ¬¬ Eu fui procurar, mas não gostei da edição, achei o tamanho tão pequenininho =( Vou comprar, ler e tirar minhas conclusões.

    Bjokas ;)
    http://omarcapaginas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Copia de jogos Vorazes? WHAT? kkkkkkkk to rindo horrores aqui!!
      quem te disse isso deve ter pirado completamente ou acha que toda distopia é copia de JV! acontece!
      Mas confia em mim, não tem NADA, nem de parecido com jogos vorazes.

      Excluir
    2. De fato, nada, nadinha a vê com JV.
      É que acabou que JV marcou como distopia, agora virou moda usa JV como referencia. ¬¬'

      Excluir
  9. Eu preferia o Peter de Narnia invés do Michael Malarkey, era ele que iria fazer o Maxon.
    Também sou ♥ Maxon.
    E também li esse livro por ler e me apaixonei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei!!!D:
      foi no primeiro piloto gravado!! tudo foi melhor, era fiel ao livro, os atores eram melhores... mas quem diz que a CW gosta do que é bom?Olha a merda que fizeram com secret circle. Agora alem de ser totalmente diferente, vai ter esse estranho como Maxon. Odio mortal da CW!

      Excluir
  10. Oiee =)
    aaah, ainda não li esse livro, mas quero muito fazer isso, ainda bem que já tem o segundo, sou dessa que gosta de ler a série completa um atrás do outro ^^
    Beliscões carinhosos da Máh-
    Felicidades nos Livros
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  11. Quero muuuito ler esse livro! Não só pela capa, mas a história é tão interessante! Confesso que nunca havia lido uma resenha de A Seleção, e agora preciso ler o livro para descobrir esse amor que as pessoas tem pelo príncipe Maxon, hahahah.
    Beijos,
    Isa.

    http://viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. QUERO MUITO MUITO LER ESSE LIVRO.
    Sério, tanto alvoroço com esta obra, que deve ser maravilhosa.
    quanto a série, soube que não aprovaram o piloto. O que fez todos gritarem "Ufa". KKK

    ResponderExcluir
  13. Não li ainda mas estou doida pra ler!
    Adoro livros narrados em primeira pessoa!
    Espero que se torne a minha paixão literária também!

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho o marcador desse livro e toda vez que olho pra ele eu penso no livro que poderia estar marcado. Quero comprar logo e viver junto com o livro essa coisa toda de rei, rainha, castas... *-*

    ResponderExcluir
  15. Achei engraçado o Aspen ser negro (nn sou racista U.u)

    ResponderExcluir
  16. Na página 21 do primeiro livro fala que o Aspen é moreno ;)

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png