27 junho 2013

Resenha: No limite da atração - katie mcgarry.


  • Editora: Verus
  • ISBN: 9788576862161
  • Ano: 2013
  • Páginas: 364
  • Tradutor: Cláudia Mello Belhassof

sinopse:


Ninguém sabe o que aconteceu na noite em que Echo Emerson, uma das garotas mais populares da escola, se transformou em uma “esquisita” cheia de cicatrizes nos braços e alvo preferencial de fofocas. Nem a própria Echo consegue se lembrar de toda a verdade sobre aquela noite terrível. Ela só gostaria que as coisas voltassem ao normal.
Quando Noah Hutchins, o cara lindo e solitário de jaqueta de couro, entra na vida de Echo, com sua atitude durona e sua surpreendente capacidade de compreendê-la, o mundo dela se modifica de maneiras que ela nunca poderia ter imaginado. Supostamente, eles não têm nada em comum. E, com os segredos que ambos escondem, ficar juntos vai se mostrar uma tarefa extremamente complicada.
Ainda assim, é impossível ignorar a atração entre eles. E Echo vai ter de se perguntar até onde é capaz de ir e o que está disposta a arriscar pelo único cara que pode ensiná-la a amar novamente. No limite da atração é um livro sexy e envolvente sobre o amor de duas pessoas que estão perdidas e que juntas tentam desesperadamente se encontrar.

Resenha:

Primeiramente eu gostaria de dizer que ultimamente tenho me decepcionado com os livros que eu queria muito. Foi assim com o "O entre o agora e o nunca" e se repetiu com "No limite da atração". Corro o risco de vocês me acharem um chata, mas novamente a historia não me convenceu.
Bem, na realidade a minha implicância com o livro surgiu quando depois de tanto cobiçar ele na prateleira da livraria, eu enfim fui compra-lo, e notei a indicação da autora Simone Elkeles na capa. Para quem não sabe, ela é a autora de "Química perfeita", a minha maior decepção literária.
E para meu maior desespero,a  Katie McGarry  parece ter se inspirado na historia da Simone também.
Fiquei bem decepcionada com esse livro, primeiramente, como eu já citei, toda o desenvolvimento da historia é muito parecido com o de Química perfeita. Mas o maior problema realmente, é como a editora vem vendendo esse livro, dando uma ideia totalmente errada sobre o que o livro se trata. Ao meu ver,a classificação como "New adult" é  totalmente equivocada, já que o livro é um "romance dramático". Quando vc pega um livro classificado como new edult, o que vc espera? Bem, eu espero um romance, com uma pitada de drama e sensualidade, como "O entre o agora e nunca", "Belo Desastre" e até mesmo "Química Perfeita". Mas este livro não tem isso, a relação deles é um tanto quanto platônica, não passa de mãos dadas e beijos castos.
Outra coisa que eu achei completamente errada na divulgação desse livro, é a comparação com outro livro. Foi anunciado pela Verus, que quem gostou de "Belo desastre", também gostaria de No limite da atração. Isso cria expectativas elevadas, o que foi o meu caso.
Este livro começa contando a historia de Echo, a garota popular, que tem a sua vida devastada após acordar no hospital coberta de cicatrizes, sem se lembrar do que aconteceu e o que as causaram. E ai surge o mesmo esteriótipo de garota perfeita.Echo é linda,popular, líder as chefes de torcida é desejada por todos os garotos. E como não poderia faltar, fatidicamente acabada como monitora de Noah, um bad boy bonitão e musculoso. E oi novamente para um personagem esteriotipado. Ultimamente as autoras tem criado personagens perfeitos,isso é extremamente irritante.

(...)Meu coração galopava como um cavalo. Esse era Noah Hutchins. O Noah Hutchins que recusava relacionamentos estáveis ou até mesmo sair com garotas. O Noah Hutchins que só queria transar por uma noite. Um drogado. O oposto de mim. E, nesse momento, tudo que eu queria.(...)

Até então,  nada de novidade, o livro apresenta o mesmo enredo da maioria.O que muda a visão do leitor, é quando conhecemos afundo ambos os personagem.
Echo não é mais a garota perfeita, apesar de desejar. Filha de pais separados, ela precisa aceitar que seu pai trocou a sua mãe pela baba.Mas esse não é o maior drama na vida dela,seu irmão mais velho e melhor amigo morreu recentemente. Mas o que mais a perturba é o fato de estar com os braços completamente cobertos de cicatrizes e não ter a minima ideia do que aconteceu. Desde que acordou no hospital, ela  já passou por vários psicólogos e psiquiatras, mas ninguém sabe como ajuda-la a lembrar do que realmente aconteceu.
Já Noah, é órfão e passou por vários lares adotivos.Agora, prestes a completar 18 anos, seu maior desejo é conseguir a guarda de seus irmãos de volta.
Essa é a parte bonita, o modo como o casal tem uma relação de cumplicidade e apoio mutuo, já que ambos não possuem mais as vidas perfeitas e precisam aprender a lidar com uma nova realidade. A relação deles não é baseada em sexo ou atração física, o que os une e o simples sentimento de amizade e cumplicidade.

(...)O pior tipo de choro não era o que todo mundo podia ver – os gemidos, as roupas rasgadas. Não, o pior tipo acontecia quando sua alma chorava e, não importava o que você fizesse, não havia consolo. Algo murchava e se tornava uma cicatriz na parte da alma que sobrevivia. Para pessoas como a Echo e eu, a alma tinha mais cicatrizes do que a vida.(...)

Sim, é tudo muito clichê, e grande parte dos acontecimentos bem previsíveis, mas o modo como a autora descreve as angustias de ambos os personagem é tão real e detalhado que é impossível não se emocionar.
O final do livro também é bem "aberto", mas apesar deste fazer parte de uma trilogia, os próximos contaram a historia dos amigos de Noah , não tendo mais o casal como protagonista.
Este livro me pegou de surpresa, não no bom sentido. Estava com a expectativa lá no alto, e no final das contas, não me convenceu. Mas não é uma leitura ruim ou enfadonha, pelo contrario, vale a pena ler sim, é um romance razoável, misturado a um drama incrível.
Vou desmistificar aqui também a ideia da editora Verus, que vem divulgando o livro usando a comparação com Belo Desastre. NÃO, NÃO, NÃO!!! MIL VEZES NÃO!! Isso é totalmente mentira.Não tem nada, nem de parecido! O responsável pelo marketing da editora não deve ter lido BD.
Mas o livro em sí é uma obra perfeita, com uma diagramação simples, sem erros de revisão e com a narrativa que intercala o ponto de vista de ambos os personagens, possibilitando o leitor conhecer o intimo de Noah e Echo. A capa também linda, apesar de não condizer com a descrição da autora sobre os personagens.

Avaliação final:

      


Os próximos livros da trilogia já possuem títulos definidos:

  • Dare you to
  • Crash into you 

A capa americana de ambos os livros foi divulgada pela autora:


Sinopse de "Dare you to": 
Tradução literal do titulo : "Eu desafio você".


Qualquer um sabia a verdade sobre a vida domestica de Beth Risk, eles tinham enviado sua mãe para a cadeia e Beth com 17 anos de idade para sabe se lá onde.Assim, ela protege a mãe a qualquer custo.Até o dia em que seu tio a ataca violentamente e a força a escolher entre a liberdade de sua mãe e a sua própria felicidade.É assim que Beth se vê vivendo com uma tia que não a quer e indo para uma escola que não a entende. Contudo.Exceto por um cara que não poderia ser seu...Ryan Stone é o garoto de ouro da cidade, a popular estrela do baiseboll -com segredos que ele não pode contar a ninguém.Nem mesmo para os amigos que ele compartilha tudo, incluindo as constantes coisas malucas que se atreve a fazer. A mais louca? Questionar a garota skatista que não poderia ser menos interessada nele.Mas o que começa como um desafio se torna uma atração intensa que nem Ryan ou Beth estavam esperado. De repente, o menino com a imagem impecável arrisca seus sonhos e sua vida, pela garota que ele ama, e a garota que não deixava ninguém chegar muito perto está desafiando-se a quero tudo ....

PS.:
Pessoas lindas do meu coração, eu fiz a tradução da sinopse, então levem isso em consideração. Não esta lá grandes coisa, mas da para entender um pouco como vai ser o livro.

Sobre a autora:

Katie McGuarry foi adolescente na época do grunge e das boy bands e se recorda desses anos como os melhores e os piores de sua vida.Ela gosta  de música, finais felizes  e reality shows, e torce  secretamente pelo time de basquete da Universidade de Kentucky.



                                                                                      

6 comentários:

  1. Geeh, meu eterno agradecimento por traduzir a sinopse do segundo livro!!! :-)
    Eu amei o livro!!!! Muito!!! Eu gosto dos clichês e achei o livro lindo!!!
    Pena q vc se decepcionou com ele......

    ResponderExcluir
  2. Tipo.... perfeito! Adorei mesmo, já esperava que não fosse grande coisa por causa das outras resenhas que li, mas vc foi mais sincera! Adorei! ^^

    Ainda quero lê-lo, mas não tenho pressa... kkkk

    bjo^^

    ResponderExcluir
  3. Eu me apaixonei pelo livro, mas ao contrario de você me decepcionei foi com Belo Desastre.

    ResponderExcluir
  4. Caramba que desastre. Ver a indicação da autora do livro que foi sua decepção nesse novo é barra :/, parece até um aviso de azar... Rs'
    Eu acho muito errado isso que as editoras fazem comparando um livro com outro e colocando coisas como 'se vc gostou de a vai gostar de b', a verdade é q ninguém pode prever, a única coisa que eu vi de semelhante entre os dois foi o gênero... Uma pena que vc não tenha gostado, achei que ia dar 2 estrelas.

    ResponderExcluir
  5. Oiee, tudo bem?
    A capa brasileira é mais bonita..rsrs
    Ainda não li esse livro, e também não tenho vontade de lê-lo, se o ganhasse o leria, caso contrário não teria coragem de comprá-lo. A história parece ser meio fraca *-* Já me decepcioneo com tantos livros que até já perdi a conta..rsrs
    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu quero muito ler esse livro, desde que o vi e li sua sinopse me encantei, espero poder ler logo e que as continuações não demorem, pois não detesto ficar curiosa pela continuação.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz