8


Resenha: 23 Noites de Prazer


Autora: Julianna Costa
Editora: Universo dos Livros
ISBN: 9788579306841
Ano: 2014
Páginas: 344
Adicione no "Orelha de Livro"


Sinopse: Nahia era uma garota tímida, insegura e insatisfeita com o seu trabalho em uma editora. Até conhecer, literalmente, o homem dos seus sonhos. Ao visitá-la durante as noites, Amadeo libertou seus desejos sexuais mais profundos e, desde então, ela teve as experiências mais sensuais, quentes e inusitadas que uma mulher poderia ter! Essas aventuras ardentes a transformarão em uma mulher confiante e deslumbrante, pronta para desafiar todos ao seu redor para fazer a coisa certa e publicar o livro mais cobiçado do momento! 


Resenha:


"O prazer é a energia que une e agrega. Quanto vale uma noite de prazer absoluto?" - Jane Austen
 Este é o segundo livro que leio da autora, o primeiro, Agnus Dei - A Idade do Sangue, (para ler a resenha clique no título) é um livro sobre vampiros, que eu adorei ler. Também trás uma sensualidade em seus personagens, mas, sinceramente, nada, absolutamente nada, se compara a este livro!
"Era uma discussão que eu não iria vencer. Tinha que decidir: ou experimentava aquilo ou não experimentava. Argumentar com Amadeo não iria fazer a menor diferença."
Ok, eu tenho um certo preconceito com livros eróticos, depois de 50 Tons, não li nenhum que eu tenha gostado, mas Ju Costa conseguiu me deixar babando- literalmente- com este livro e claro que vou explicar o porque: 23 Noites de Prazer é um livro erótico sem ser vulgar, ele tem conteúdo, nada comparado aos livros que só tem palavrão, submissão e meteção! Nahia é uma garota tímida, insegura, que sofre de transtorno obsessivo-compulsivo, vive na dela, se mudou para Amsterdã por causa de seu namorado, que a 4 anos atrás a traiu. Como ela já tinha conseguido um emprego em uma editora, ela resolveu ficar em Amsterdã e levar a vida. Mas, seu trabalho na editora não é reconhecido, ela é a única que trabalha naquele lugar e ninguém dá valor.... depois de ouvir acidentalmente, uma conversa entre seus colegas de trabalho chamando-a de "malcomida", Nahia resolve que está na hora de  mudar.... mas o que ela pode fazer? Tímida, sem graça.... nenhum homem nunca olhou para ela como olham para Mirella....


É ai que seus sonhos entram em ação: Amadeo, um  fruto do seu inconsciente (eu diria que é consciente mesmo) aparece em seus sonhos e lhe dá sugestões do que ela pode fazer para ser mais confiante e despertar o desejo do sexo oposto. Em cada noite, Amadeo aparece em uma forma diferente... um homem que ela nunca viu, uma mulher... ou até mesmo conhecidos. O que difere Amadeo, não importa em qual corpo ele esteja, é sua cicatriz no peito. Sem nada a perder, Nahia começa a fazer o que Amadeo sugere e não é que é divertido? Fazer um homem desejá-la, sentir-se desejada... sexo sem compromisso e experimentar coisas novas.... Nada do que a antiga Nahia faria, mas a nova Nahia... bem, o céu não é mais o limite!


Ri demais com as trapalhadas e descobertas de Nahia, gente, ela é incrível! Para deixar tudo mais maravilhoso, a autora desenvolve a história com muita sensualidade, mistério e claro paixão. Nahia e Amadeo juntos, são como melhores amigos, eles não  praticam sexo.... ele aparece para ela e lhe dá sugestões do que ela pode fazer naquela noite, 23 noites de  sugestões... 23 noites que Nahia irá desvendar e conhecer, 23 noites que a farão se sentir mais mulher, se amar mais, se sentir segura!
"-Até pouquíssimo tempo atrás, eu era o ser humano mais medíocre da face da terra. Tímida, insegura, presa em um empreguinho que me impedia de mostrar meu potencial, vítima de um severo transtorno obsessivo-compulsivo e completamente insatisfeita sexualmente. Então uma coisa aconteceu: ele apareceu."

Como eu disse, é um livro erótico, então claro que teremos cenas de sexo, mas não é aquela coisa vulgar e sem nexo, vc se sente na história, são palavras que qualquer mulher em situações tão... empolgantes. E claro, a história não gira somente entre Nahia e Amadeo, temos outros personagens maravilhosos na trama: Começando com a psiquiatra que Nahia vai consultar; Colin que Nahia nutre um tipo de admiração desde quando entrou na editora; Mirella, uma vaca safada que trabalha com Nahia; Travis, editor chefe da editora e Kio.... haaaa Kio..... o vizinho sexy que desenha hentais.... aiaiai.... Gente, sério, desejei mais um vvisinho como esse do que o Amadeo ns meus sonhos... rsrsrsrsrrs
"- Se um cara não vem jantar com você, ou ver um filme, ou te manda flores... Mas só aparece quando é conveniente pra transar- ele bateu uma mão na outra. - É homem que não presta.- Humm... - gemi fingindo inocência. - Percebi só de olhar pra cara dele. Conheço esse tipo de gente, Nahia. Você se envolve com ele, se apaixona, acha que ele sente o mesmo e aí não era nada. Não vale a pena se envolver emocionalmente com esse tipo de gente. Não gostei dele, não gostei mesmo.- Ele é gigolô - falei séria.- Nick, não é isso? Cara legal - ele disse e eu não consegui não rir. - Gosto muito dele. Simpático. Dá pra ver pela janela que é um cara empenhado no trabalho. Profissional.- Hum... - eu balançava a cabeça, tentando segurar o riso."
Esses são alguns dos personagens deste livro eletrizante e muito bem escrito, a escrita da Ju é maravilhosa e a editora caprichou demais na edição: Os capítulos são separados por títulos, da primeira até a vigésima terceira noite, no começo de cada capítulo a uma frase de efeito falando sobre sexo, um pensamento de algum filósofo, letra de músicas, frases de artistas famosos... o livro transpira sensualidade!
A capa é linda, claro! Foi isso e a sinopse que me chamaram a atenção, além é claro da escrita da autora que eu já conhecia e gostei muito. Ju Costa tem um dom, ela consegue escrever histórias diferentes, mas sempre com a mesma clareza e destreza. Devo parabenizar a autora e a editora pelo belíssimo trabalho! Só alguns erros de revisão foram notados, mas nada que prejudique a leitura. A narrativa é em primeira pessoa, sob o ponto de vista de Nahia, você vai rir muito e desejar uma continuação, pois, é impossível que o livro tenha terminado assim! rsrsrsrrsrs
Gostei muito da personagem, ela não é submissa a nenhum homem, não se apaixona perdidamente e começa a fazer loucuras por algum homem cheio da grana. Nahia trabalha, se sustenta, tem uma vida boa, tudo o que ela fez foi para lhe proporcionar prazer, não para satisfazer outra pessoa. Rola um triângulo amoroso, não muito produtivo, mas é muito legal entender os motivos de Nahia: Colin é o tipo de homem que toda mulher quer, educado, bonito, sempre falando uma palavra de conforto aqui e ali - Kio, o vizinho gostoso que mora de frente para sua janela, deseja hentais, não tem vergonha de falar o que pensa e a faz se sentir bem quando está ao lado dele.... São dois homens completamente diferentes, e Nahia terá que escolher...
"Colin era o sapato que eu sempre quis ter. E, quando finalmente o calcei, descobri que doía no meu pé. Kioujin é aquele stiletto que só de olhar o preço e o salto te dá uma luxúria indescritível nas entranhas. Aquele par que você jura que nunca terá coragem de usar, mas compra e leva pra casa mesmo assim. E, quando você finalmente o calça, ele é inacreditavelmente confortável e realça sua bunda de um jeito espetacular. O  tipo de sapato que você nunca mais quer tirar do pé."
Outra coisa que gostei muito, foi o fato da protagonista trabalhar em uma editora, você acompanha seu trabalho, e como somos acima de tudo leitores, sabemos pelo que ela passa, e o fato da história não ser somente sobre sexo, trás um charme a mais, Nahia terá que colocar sua vida em ordem, tanto sua vida sexual, quando a profissional.
Enfim, não tenho mais palavras para descrever este livro maravilhoso! Indico para todos que gostam de uma leitura erótica que não é pesada, não é vulgar, que inspira o amor próprio. Super recomendado!



Avaliação: 



Sobre a autora: 


Esse foi o nome de batismo que recebeu dos seus pais, não teve voz nem voto no assunto. Gosta dele, apesar de achar que algo como Arwen ou Aglaia lhe cairia melhor. Está fritando no calor de Recife há 10 anos, preferia estar fritando no calor de Dorne, mas qualquer outro lugar de Westeros seria igualmente bacana. Em 2012 publicou seu primeiro livro “Agnus Dei”, da Série “A Idade do Sangue”, pela editora Grimório. Adora seus amigos do RPG e mataria e morreria por eles a qualquer dia (no jogo, é claro ;D).


8 comentários:

  1. Oi, Ana
    Fiquei super curiosa com esse livro. Parece ser um livro hot diferente daqueles tradicionais. Gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  2. Adoro mesmo os livros hot e achei legal esse ser de uma autora brasileira.
    Fiquei bem curiosa pra ler.

    Bjok

    ResponderExcluir
  3. Nunca tinha ouvido falar dos livros mas sua resenha me deixou com bastante vontade de conhecer, rs. Beijos

    http://viajandoentrepalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Hey,

    O Genero hot, não me agrada muito, prefiro o New Adult, sei lá tem uma pegada mais jovem, me deixa mais a vontade durante a leitura, a capa do livro e bem legal, e a autora é brasileira, gostei bastante.

    Mayla

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Sem dúvida esse livro vai ir para a minha estante, gosto de livros desse estilo, ainda mais quando ele não é vulgar. O livro parece trazer um diferencial que o faz ficar ainda mais interessante.
    Gostei.

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho uma certa aversão a livros eróticos desde que tentei ler 50 tons de cinza. Realmente não curto o gênero. Pela resenha parece que ele é bem mais que sexo, divertido e bem escrito ,mas isso não foi suficiente pra despertar meu interesse. Prefiro outros gêneros.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Em primeiro lugar: "Essa resenha foi vida!" kkkkk Não consegui tirar o sorriso do rosto! Kkk Eu amo literatura erótica, mas é bem verdade que alguns livros se resumem somente a sexo, o que não cresce o enredo. Fiquei hiper curiosa pra ler esse livro, amei a ideia da autora, é diferente e criativa, mas estou mais ainda curiosa pra conhecer a dicas de Amadeo. Kkk
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Não curto muito o gênero... mas tem alguns que sempre me chamam a atenção.
    Este infelizmente não me cativou, sei lá.. parece normal, só mais um do mesmo.
    Mas quem sabe né, se surgir a oportunidade, lerei.

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png