9


Resenha: O Resgate - Nicholas Sparks

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580412932
Ano: 2014
Páginas: 320
Adicione no "Orelha de Livro"
Compre AQUI - R$ 19,90


Livro cedido em parceria com a editora


Sinopse: Confrontado com situações de extremo perigo, Taylor McAden, bombeiro voluntário, expõe-se até ao limiar do perigo. Denise é uma jovem mãe solteira, cujo filho de cinco anos sofre de um inexplicável atraso de desenvolvimento e a quem ela devota a sua vida numa tentativa de o ajudar. Mas o caso vai aproximar estes seres. Numa noite de tremendo temporal, Denise sofre um acidente de automóvel e é Taylor quem vem socorrê-la. Embora muito ferida, a jovem depressa toma consciência de que o filho já não se encontra na sua cadeirinha do banco traseiro. Taylor irá até ao fim de uma angustiante noite de buscas para o encontrar. Foram tecidas as primeiras malhas que os irão unir - o pequeno Kyle desabrocha ao calor da ternura daquele homem. Denise abandona-se à alegria de um amor nascente. Mas Taylor tem em si cicatrizes antigas, que o não deixam manter compromissos de longa duração. Nicholas Sparks, esse talentoso contador de histórias, intervém com a sua magia redentora e a sua inigualável capacidade de aprofundar a complexidade das relações e dos afetos. 
Resenha: 
"Na vida você vai conhecer pessoas que sempre lhe dirão as palavras certas nos momentos certos. Mas no final você deve julgá-las é pelas suas ações. São as ações, não as palavras, que importam."

Para mim, é sempre muito difícil falar sobre um livro do Sparks. Porque? Ha! Porque eu amo tudo o que esse homem escreve, mas também odeio com a mesma intensidade. É um sentimento ambíguo, sei bem, mas é impossível não deixar de se aventurar pela escrita marcante e despretensiosa do autor. Cada livro dele, leva um pouco de sua história, e O Resgate, não poderia ser diferente. 

Neste livro, vamos conhecer Denise, mãe solteira que mudou recentemente para Endeton. Kyle, seu filho de apenas 4 anos, tem dificuldade para falar, os médicos não sabem descrever seu real problema, e depois de tantos exames, Denise resolve treinar com ele, ensiná-lo a falar pequenas palavras e entender seu significado. Denise ama seu filho e a cada progresso do mesmo, você sente a felicidade que ela sente.


"Denise tinha esperanças de que o filho sonhasse estar brincando com outras crianças, crianças que interagiam com ele, que não se afastavam por ele não falar. Tinha esperanças de que ele fosse feliz nos sonhos. Deus podia ao menos fazer isso, não podia?"
De outro lado, temos Taylor McAden, um homem solteiro, que perdeu o pai cedo, e leva grandes cicatrizes desta época. Taylor não tem intenção, mas acaba destruindo seus relacionamentos, não pensa em um futuro com uma família. Ele gosta de ser necessário - ajudar as pessoas. Por isso é bombeiro voluntário, e em uma noite tempestuosa acaba ajudando Denise que sofreu um acidente e perde seu filho. O que Taylor não poderia esperar, era que se interessaria por Denise. Que veria nela o que nunca antes conseguiu enxergar em outra mulher. Mas será que ele está aberto para esse sentimento? Será capaz de se transformar para enfim, ter a ousadia de amar?
"Taylor afastou o cobertor com súbita irritação.Por que diabos se oferecera para levá-la para casa? Por que a convidara para sair no dia seguinte?E, mais importante, por que as respostas para essas perguntas o incomodavam tanto?" 

Este é o começo que acaba juntando essas duas almas solitárias e apesar de não parecer, são iguais. Taylor não é aquele protagonista que você ama logo de cara, o leitor aprende a amá-lo com todas as suas imperfeições. Denise é a protagonista que ganha todos os elogios. Mãe solteira e ainda com um filho com problemas. Trabalha fora, os mantém com muito custo, faz de tudo para dar uma vida melhor para Kyle. Como todos os livros do Sparks, sempre tem um drama que ronda a visa dos protagonistas, e claro, em O Resgate, não seria diferente.

Este livro entrou para minha lista de preferidos pela intensidade dos sentimentos que são expostos na trama. Acho que já é de conhecimento geral, que Nicholas Sparks escreve como ninguém. O homem sabe emocionar até a mais terrível das criaturas. Me policiei o livro todo para não me deixar levar, mas... é... chorei! rsrsrsrsrsr
Com a narrativa em terceira pessoa, temos as visões de todos os personagens envolvidos no livro. Claro que tem aquele suspense gostoso, que não deixa o leitor parar de ler mesmo se quisesse. Também encontramos ação, o que é raro nos livros do autor. Seu foco é mais no drama e romance. O romance não é tão importante quanto você começa a ler o livro, mas tem um grande significado quando você entende todos os por menores da trama. 


"Em seus instantes a sós, Taylor se via hipnotizado pela beleza simples e pela graça de Denise. Mas também havia momentos em que podia ver no rosto dela os sacrifícios que fizera pelo filho. Era uma expressão quase cansada, como a de um guerreiro depois de uma longa batalha nas planícies, e inspirava em Taylor uma admiração que ele achava difícil exprimir em palavras."
Nicholas Sparks consegue transmitir em palavras, alguns dos sentimentos mais perturbadores do ser humano. Ele sabe deixar o leitor apreensivo, duvidoso, feliz e com vários outros sentimentos. A narrativa é gostosa do começo ao fim, não deixando espaço para o leitor se sentir cansado. A editora também caprichou na revisão, não encontrei nenhum erro. Só a capa que não é uma das minhas preferidas.... Mas é simples e muito bonita.

Acho que para quem ainda não leu nada do autor, este livro é uma boa forma de começar. Claro que posso dizer outras dezenas de livros do autor que amei, mas este tem um toque a mais... o que me fez gostar muito dele! Para quem já conhece a escrita do autor, O Resgate será um prato cheio. Gostoso de ler e com uma história maravilhosa! Super recomendado!
"Ah, meu Deus...

Lágrimas inesperadas surgiram nos olhos de Denise.

Por cinco anos ela esperava ouvir aquelas palavras..."

Avaliação: 



Sobre o autor: 



Nicholas Sparks nasceu em 1965 em Omaha, Nebraska. Cresceu em Fair Oaks na Califórnia e vive atualmente na Carolina do Norte com a família. Foi durante algum tempo delegado de informação médica até que Theresa Park, agente literária, decidiu começar a representá-lo, vendendo os direitos do seu primeiro romance O Diário de uma Paixão (The Notebook) à Warner Books. O sucesso foi imediato e a obra permaneceu durante 56 semanas consecutivas nos tops americanos. Seguiram-se livros como As Palavras que Nunca te Direi (Message in a Bottle) e Um amor para recordar (A Walk to Remember), Corações em Silêncio (The Rescue), também eles sucessos editoriais de grandes proporções, tendo o primeiro sido adaptado para versão cinematográfica pelo próprio autor.

9 comentários:

  1. Oi Ana Paula,

    Adorei a sua resenha! Desde quando vi esse livro pela primeira vez fiquei com vontade de ler, pois a história me parece muito intensa. Faz tempo que eu não leio nada so Sparks, então fiquei com muita vontade de lê-lo.

    Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
  2. Ana, essa ambiguidade de sentimentos pelo autor é totalmente novidade para mim.
    Já vi uns que amam, outros que odeiam, mas igual a você, essa é nova rs.
    Adorei a resenha e confesso que me surpreendi com a história do livro. Não sou fã dos livros dele.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 6 livros para escolher e 2 ganhadores.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ana!
    O Nicholas demais!
    Nunca se sabe que tipo de sentimentos teremos ao ler o livro dele.
    Ainda não li O Resgate, mas pretendo.
    Beijos
    Construindo Estante

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ana
    Tudo bem?
    Adoro os livros do Nicholas, ele escreve super bem. Ainda não li o livro resenhando, maravilhosamente por sinal, mas quero muito. Amei!
    Beijos*-*
    Território das Garotas

    ResponderExcluir
  5. O que mais me dá vontade de ler esse livro é pra ver como é a relação de Denise com Kyle, deve ser bem difícil pra ela.
    Sério que nesse livro tem ação? Raridade mesmo do autor.
    Ótima resenha! Bjs, Ana <3

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana!
    Não sou muito fã do Nicholas por achar os livros dele meio iguais, sei que ele escreve muitíssimo bem e também acho isso, mas sei la, é tudo tão parecido pra mim, até as capas D: mas enfim, apesar disso eu tenho muita vontade de ler esse livro mas é mais por causa do Kyle. Depois que eu fiquei sabendo que ele foi baseado no filho do Sparks meu coração derreteu rs

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Você acredita que não li nada do autor ainda? Sério, podem me julgar. Mas sei que ele emociona como ninguém, porque quem não chora com os filmes de seus livros? Acho que vou seguir seu conselho e conhecer a escrita dele com O Resgate, parece ser uma história linda, de me deixar de olhos inchados de tanto chorar! kkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu já tenho um sentimento bem definido pelo senhor Faísca.... Não gosto... mas talvez isso tudo seja baseado em achismo e preconceito ignorante... afinal nunca li nada dele e o pouco conhecimento que tenho é baseados em filmes que cheguei a ver apenas pela metade.... um dia ainda arriscarei ou ler um livro ou ver um filme ate o final... ou ambos e que sabe terei mudanças ou isso virará um conceito.

    ResponderExcluir
  9. Oie...
    Sou fã do Nicholas Sparks!!
    Gosto muito de seus livros e eles sempre conseguem me surpreender e emocionar!! Mesmo alguns pontos sendo meio clichês!!!
    Estou super curiosa para ler o livro!!

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png