7


Resenha: Golfinhos e Tubarões - O outro mundo - Tais Cortez

Edição: 1
Autor: Tais Cortez
Editora: Chiado Editora
ISBN: 9789895104390
Ano: 2013
Páginas: 419

Sinopse:
Aos cinco anos, Victoria foi adotada por Ana, presidente de uma indústria de cosméticos, e Greg, um bem-sucedido advogado. Ela não entende por que não se lembra dos verdadeiros pais e não acredita na suposta causa da morte deles.
Ao completar quinze anos, estranhas mudanças começam a acontecer. Seus cabelos ruivos escurecem, ela se torna cada vez mais forte e rápida, seus sentidos ficam aguçados e alguns dos seus sonhos passam a ser premonições.
Após a visita de um casal peculiar, ela é levada para um mundo desconhecido e único, onde terá que aprender a controlar suas habilidades, freqüentando aulas diferentes de tudo o que já viu.
Lá ela conhece Alex. A atração entre os dois é imediata, mas ele se recusa a se aproximar de Victoria e de qualquer outro aluno. Ainda assim, o destino se encarrega de uni-los e Alex passa a protegê-la e ajudá-la.
O que Victoria não sabe é que ele esconde um segredo que mudará sua vida, e que o passado pode estar mais perto do que eles imaginam...

Resenha:
“Um amor complicado. Um segredo do passado. Uma historia mágica inesquecível.”
Já vou logo avisando, não se trata de um livro sobre animais marinhos. Sim, foi exatamente isso que eu pensei ao observar a capa. Ledo engano. O livro é uma mistura de x-man, Crepúsculo e Fallen.

Neste livro vamos acompanhar a trajetória de Victoria, uma órfã que foi adotada aos cinco anos pelo casal Ana e Greg, donos de uma linha de cosméticos e de uma fortuna considerável.
Victoria sempre teve tudo do bom e do melhor, apesar dos pais ausentes. Ela sempre se sentiu deslocada no mundo de aparências que sua mãe adotiva a obrigava a frequentar.
Quando completa 15 anos Victoria vê o mundo que conhece ruir completamente quando em um momento de fúria  ela ataca os pais, os deixando inconsciente suspenso na parede de casa.
O fato de manifestar poderes e de perder o controle deles deixa a garota completamente desnorteada e apavorada. Depois disso seus pais se tornam ainda mais distantes. É neste momento que ela recebe uma visita inusitada.
Lisa e Victor aparecem na porta de Victoria certo dia, e esta visita transforma tudo que a menina acredita, um novo mundo abre as portas, um mundo onde poderes como o dela são completamente comuns e aceitáveis.
“Nós não sabemos por que existem tubarões e golfinhos, se já existem peixes. Não é uma questão de entender por que existimos, mas de saber existir sendo o que somos – Eu esperava que o discurso de introdução a ‘como ser um mutante’ fosse ser mais demorado, mas Lisa parou de falar e esperou, sorrindo. Eu gostava do sorriso dela”.
Aprendum é uma escola para jovens com poderes extraordinários, o local onde através de aulas, com professores que também tem super poderes, aprendem a controlar, dominar e também desenvolver seus poderes, seja ele qual for.
Quando Vic chega no castelo, tudo parece novo e diferente, mas aos poucos ela vai conhecendo os outros estudantes e professores e vai fazendo novas amizades.  Mas o que mais a intriga, não é os poderes extraordinários que seus colegas apresentam, e sim um lindo e misterioso garoto que  sempre se esconde no fundo da sala e que não tem amigos, mas não faz questão alguma de socializar.
Alex além de lindo, é bastante inteligente e tem poderes extraordinários, além de ser um vampiro mestiço. Ele se isola do mundo e repele qualquer um que tente se aproximar. E é exatamente isso que acontece quando Victoria tentar se tornar sua amiga.
Mas,apesar da arrogância do garoto e do fato de ele deixar extremamente claro que não que nenhum tipo de relacionamento com Vic, nem mesmo de amizade, ela não consegue se afastar, existe uma força, algo que a impulsiona até ele. E nem mesmo o seu orgulho ferido por ter sido rejeitada a impede de procura-lo novamente.
Com o tempo e as diversificadas aulas, os poderes de Victoria vão se desenvolvendo e se aprimorando. É aos poucos também que ela começa a conhecer o seu passado, quem são seus pais e porque ela possui poderes. Ela também vai começar a entender o porque não se lembra de nada dos cinco anos que viveu com seus pais biológicos. E é nesse processo de assimilar o presente e relembrar o passado, que ela vai descobrir que a atração que sente por Alex não é um sentimento descabido e que nasceu do nada. Alex pode ser a única chave para o passado e o verdadeiro sobre o que aconteceu com sua família.
" A solidão tinha sido minha grande companheira na maior parte da minha vida, porém eu nunca tinha estado tão consciente disso naquele momento. Talvez fosse porque, diferente de antes, eu sabia que não queria mais ficar sozinha. E eu sabia quem eu queria ao meu lado ".
Como eu disse acima, o livro é uma mistura de X-man, Crepúsculo e Fallen, e é extremamente clara as inspirações da autora durante a leitura, e isso foi o que me incomodou bastante durante a leitura, principalmente no inicio, me pareceu só mais do mesmo, basicamente uma colagem de cenas intercaladas dessas inspirações, com pequenas modificações. Ao meu ver a autora pecou no quesito originalidade. É claro que aos poucos a historia vai tomando seu rumo e vamos poder acompanhar ela tomando forma e parecendo mais Golfinhos e Tubarões da autora Tais Cortez e não somente uma releitura de obras consagradas. Mas, a trama não se distancia muito disso, o que a torna bastante previsível. É fácil desvendar quais os próximos passos de todos os personagens, principalmente dos protagonistas, que fazem o tipo de amor instantâneo, onde o mocinho repele a garota apesar de deseja-la ardentemente.
Alex e Victoria também fazem o tipo bastante clichês. Alex é o vampiro recluso, que se recusa a se alimentar de sangue, mas morre de medo do que pode acontecer se sucumbir a sede.Principalmente depois que conhece a obstina Victoria. Para tentar afasta-la começa a tratar mal a garota.
Já Victoria é o tipo sem amor próprio, que rasteja nos pés do garoto mesmo depois de ser  categoricamente rejeitada. Graças a deus que aos poucos a personagem vai evoluindo e se tornando um pouco mais focada.
No entanto, só posso reclamar dos protagonista, já que a autora criou uma gama de personagens secundários fantástica. Me vi em diversos momentos desejando que o foco da trama não fosse em Alex e Vic, pois a maioria dos outros possui uma personalidade bem construída e a premissa de uma historia pessoal bastante concisa. Principalmente o intrigante e poderoso professor Hugo.

Golfinhos e Tubarões é narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista da Victoria, e é através dos olhos dela que conhecemos tudo sobre a escola Aprendum e o misterioso mundo que ela esta sendo introduzida. E apesar de toda a semelhança que eu mencionei, a autora deu alguns toques únicos na obra, como a criação e descrição de Zapia e da escola. No quesito personagens, como eu já citei, o meu favorito é o professor Hugo, mas  a Tais fez algo extraordinário comigo, eu fiquei vidrada pelo vilão e sua historia, o vampiro sanguinário Lipônidas. Eu gostaria realmente de saber mais sobre ele e a seu passado.
.
Posso também afirmar que esse é um livro que me despertou sentimentos, tanto bons quanto ruins, me vi amando e odiando ao longo da leitura. Em diversos momentos ansiei por esbofetear tanto Alex quando Victoria, e acho que somente quando a leitura é proveitosa que podemos experimentar esse tipo de reação. Então deixo claro que apesar de ter frisado os pontos negativos, os positivos equilibram a balança e tornam a leitura bastante agradável, até porque a autora possui uma escrita bastante fluida e facil, e a trama é bem costurada, todos os fatos são interligados sem deixar falhas ou pontas soltas, a não ser, as que servem de gancho para o próximo livro.

Quanto ao livro físico ele é ótimo e muito bem elaborado, com uma revisão impecável, uma diagramação simples, mas super bem feita, a fonte é agradável para a leitura e as paginas são amareladas. Quanto a capa, como eu já mencionei, remete a algo totalmente diferente do que vamos encontrar no conteúdo. É bonita? Sim é, mas eu acho que se tornaria mais chamativa aos olhos do leitor se contivesse mais itens sobre a trama.
Enfim, super indico a leitura, principalmente para quem gostar de bastante ação e um romance bem complicado.

Sobre o autor:


Nasceu em Campinas, interior de São Paulo.
Formou-se em Relações Internacionais e fez bidiplomação em Economia na FACAMP.
Fascinada desde criança por histórias de romance, mistério e poderes sobrenaturais, foi natural que, propondo a si mesmas escrever o livro que gostaria de ler, esses elementos estivessem presentes em sua primeira obra, "Golfinhos e Tubarões - O Outro Mundo", lançada em agosto de 2013 pela editora Chiado e vendida pela livraria Cultura.
Em dezembro desse mesmo ano, lançou seu segundo livro em E-book pela Amazon: "O último homem do mundo", uma deliciosa comédia romântica. Durante o período de 5 dias o livro esteve em promoção para ser baixado gratuitamente, alcançando a primeira posição no ranking dos 100 mais baixados grátis.

7 comentários:

  1. Olá, Geeh. Tudo bem?
    Eu já li esse livro e gostei bastante, principalmente por causa dessa pegada de superpoderes, instituto, bem a cara de X-Men.
    Victoria, às vezes, é meio mimizenta, mas levei isso numa boa na maior parte da leitura.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  2. Oi Geeh...
    Ouvi falar muito desse livro também. Gostaria de poder conhecer a narrativa da Tais.
    Gosto de livros com ação. Arriscaria ler este livro, apesar das ressalvas.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não li alguns parágrafos da resenha porque eu fiquei curiosa sobre o livro, mesmo que não seja muito original rsrs.
    Eu verdadeiramente não sabia do que se tratava antes de ler sua resenha ^^

    ResponderExcluir
  4. Oi, Geeh! Sou suspeita para falar qualquer coisa sobre a Tais. Amo a escrita dela e a admiro como pessoa. Ela é uma das minhas autoras favoritas e esse livro me encantou do início ao final. Eu entendo o que você quer dizer ao mencionar x-Man, Crepúsculo e Fallen, mas acho que mesmo com essas influências é preciso muita criatividade para amarrar tudo com a maestria dessa autora. Por isso, ao invés de me incomodar, me senti lendo um livro que tinha tu-do o que aprecio! (rs) – Embora odeie Fallen.

    Fico feliz que, por fim, você julgou ser um bom livro. :D

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsss...seus comentários na blogosfera me encantam, Fran!
      Conquistar a admiração de uma blogueira maravilhosa como vc é um verdadeiro privilégio!
      Obrigada pelo carinho q tem por mim e meus livros.
      Não vejo a hora de vc ler meu terceiro bb...rs
      Bjsssss sua linda!

      Excluir
  5. Oi! Esperava que o livro se encaixava no gênero sobrenatural, me deixei levar pelo título também rsrs. Não me atraiu muito, até por ser tão parecido com esses três consagrados, em particular, a Fallen, odiei o livro, a única coisa que se salvou foi a descrição do cenário, que foi magnifica, e a capa, o resto me deixou frustada, principalmente a principal. Então por esse motivos eu não o leria.

    ResponderExcluir
  6. achei o livro bem interessante, espero ler ele em breve assim que eu terminar de ler os livros da minha enorme lista

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png