03 março 2015

Resenha: Triplo J - M.M. Azevedo

Edição: 1
Editora: Novo Romance
ISBN: 978-85-68254-07-3
Ano: 2014
Páginas: 357
Adicione no "Orelha de Livro"
Compre AQUI - R$ 30,00

PDF cedido em parceria com a editora
Sinopse: Triplo J - Jake, James e John são amigos de infância. Cresceram juntos e possuem famílias distintas. O tempo passa, eles crescem e seguem rumos diferentes, cada um em seu distinto ramo de trabalho. A vida estava maravilhosa até um deles se apaixonar pela irmã do outro e começarem a confusão. Logo outro se apaixona por uma garçonete de um restaurante concorrente do seu e o outro se encanta com sua vizinha.
Poderia a amizade deles ser abalada diante de tantas confusões?
Poderia a amizade superar tantas adversidades?


Resenha: 
 "Três melhores amigos, três companheiros, três irmãos... Triplo J."
Como a sinopse diz, em Triplo J vamos conhecer Jake, John e James. Três amigos que se conhecem desde pequenos, três homens lindos que cresceram e cada um tomou um rumo diferente em suas vidas, mas a amizade continuou a mesma. Até que Jake assume que é perdidamente apaixonado por Julie, irmã de John, este por sua vez, se apaixona pela sua vizinha, e James, o mais calmo de todos, se encanta pela garçonete do restaurante concorrente ao seu. É ai que o mundo desaba!


Jake é um homem controlador e sério, possui gostos distintos, gosta de sexo sujo, ele é muito perturbado também, senti até um pouco de medo dele. Jake tem uma empresa de segurança, cresceu na miséria, mas conseguiu construir seu negócio e vive bem. Ele próprio faz a segurança de Julie, e todo esse contato com a garota, despertou seu desejo por ela.
John é o mais engraçado dos três. Nasceu rico, sempre teve tudo o que quis, perdeu seus pais cedo e teve que criar sua irmã. Dono de empresas petrolíferas, é bonito e sabe disso! Não pára com mulher nenhuma, sempre aprontando e saindo com várias, até que conhece Maggie, sua vizinha. Desde não não consegue tirá-la da cabeça. Cria uma obsessão pela garota, que ao contrário de Julie, não se acha bonita por ser gordinha, e tem medo que esse belo homem esteja apenas brincando com seus sentimentos.
James é de longe meu personagem favorito. Dono de uma rede de restaurantes, também conseguiu criar sua fortuna. É calmo, inteligente, sabe ser engraçado quando quer e é o meio termo dos outros dois Js. James sempre quis uma família. Sonhava com isso até encontrar Rachel. Depois do encontro, James também começa a seguir a garota e não para até ela se render a ele.
"Julie amar você foi a pior e melhor coisa em minha vida...Lutei tanto contra esse sentimento... Eu odeio amar você Julie... Odeio... – Falei sorrindo... Jake... Eu odeio ser amada por você... É um terrível sacrifício, mas que infelizmente eu nasci para isso... Eu amo que você odeie me amar..." 
Bem, tentei fazer uma pequena descrição de cada um dos personagens. Como vocês perceberam, eles são obsessivos demais. Todos os sentimentos deles são ampliados. Eles gostam de perigo, e quando se apaixonam, viram um verdadeiro "super Bonder". rsrsrsrsr

O ponto positivo do livro para mim, foi a amizade que os três tem. Mesmo com a vida adulta acontecendo e cada um com seu trabalho, eles se falam praticamente todos os dias e se defendem. Cada um ama o outro a sua maneira. Se consideram irmãos, e achei isso muito bonito!


Os pontos negativos são vários, começando pela revisão do livro que está péssima! Muitos erros de revisão, falta de vírgulas nos diálogos, frases desconexas. Os personagens, por serem homens, deveriam ser mais maduros, mas o que vemos são homens com atitude de adolescentes.
O enredo é adulto, com muitas cenas de sexo e muito palavrão. Por diversas vezes me senti lendo 50 Tons de Cinza.
"Meu milagre... Sonhei com você toda a vida, nunca imaginei que seria real, que seria realizado... Sinto como se tivesse esperado a vida inteira para finalmente viver, agora estou vivo... Agora tenho você... Para sempre... Eu te amo Rachel"
A história dos 3 é bonita, se tirarmos a maioria das bobagens ditas e feitas, podemos até ter um enredo bem escrito. Os personagens são muitos diferentes entre si e em momento nenhum a autora desviou disso, o que gostei muito. A narrativa é em primeira pessoa, pelo ponto de vista dos personagens, as garotas também narram suas versões e a qual me deixou mais doida de raiva foi Julie. A capa é muito bonita e transmite bem o enredo do livro. Os capítulos têm destaque com metade da imagem da capa, o que chama a atenção e deixou o livro mais bonito de se ver.
"Eu posso imaginar... Essa porra me pegou como um vírus, você e James passaram essa merda para mim... Vocês tem razão, estive lutando contra isso, mas estou realmente apaixonado pela Meggie, nunca senti o que sinto por ela, é uma coisa louca, uma necessidade, não é só tesão... Eu gosto de olhar para ela... O simples fato dela estar perto de mim faz meu coração bater, quero tocar nos cabelos dela, sentir o cheiro, e nunca transar foi tão gostoso... Ai que porra! Estou falando como um viadinho..."
Infelizmente não foi um dos melhores livros eróticos que li. No final, ainda temos o volume 1.5 que conta a história de Jacob, filho de Jake. Não achei necessário esse volume, pois foi como ler sobre o Jake na adolescência.
Sem mais, indico para quem gosta do gênero e não se importa com um enredo erótico bem intenso, mas que, para mim, não rolou.


Avaliação: 


Sobre a autora:


Mariana Motta de Azevedo Matos tem 32 anos, é professora especializada em educação especial e psicopedagogia. Mora em Salvador/BA.
Durante a adolescência sempre gostou de escrever, então veio o primeiro livro apenas por brincadeira, e as amigas passaram a gostar e ela continuou em sua nova jornada.
Têm como livros preferidos diversos gêneros, ler é um vício, e não dá para citar apenas um. Seus autores preferidos são: Edgar Alan Poe, Stephen King e outros.


5 comentários:

  1. Olá, Ana.
    Não leria esse livro, principalmente porque detesto personagens imaturos e não sou muito fã de livros com muito conteúdo erótico.
    Quanto à revisão, é uma pena que isso aconteça. O autor confia seu livro à editora e nem sempre ela cumpre o seu trabalho =/

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana...
    Nossa esse personagem deve ser perturbado mesmo.
    O livro não me atraiu muito, ainda mais diante dos pontos negativos.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. um livro interessante, gostei da resenha e o primeiro livro erotico que conseguiu me deixa curiosa, vou ver se e bom mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ana!
    Infelizmente, devido aos defeitos, acho que não leria o livro. Mas gostei da história, da amizade entre esses três homens obsessivos – e acho que apreciaria o romance individual de cada um deles. Parece que a autora conseguiu trazer três romances em um único livro e, de quebra, uma amizade verdadeira entre os protagonistas. Gostei disso. Mas os defeitos, ah, me deixaram desanimada para a leitura. Uma pena. Sou revisora textual e sei que um bom livro pode perder todo o seu potencial quando o autor não investe em uma revisão de qualidade profissional.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi! Eu gosto de alguns livros desse gênero, mas quando são bem desenvolvidos e construídos, mas vi que esse não deve ser tanto, e também não me atrai leituras parecidas com cinquenta, pois não foi um livro que me agradou. Sei que, se eu fosse ler, eu iria querer matar alguns personagens por serem irritantes rsrs.

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz