4


Resenha: O Príncipe de Westeros e Outras Histórias - Organizado por George R. R. Martin & Gardner Dozois


Edição: 1
Editora: Saída de Emergência Brasil
ISBN: 9788567296364
Ano: 2015
Páginas: 480
Tradutor: Petê Rissati, Taíssa Reis, Ana Resende
Adicione no Skoob
Compre AQUI - R$ 32,13

Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Com histórias de Joe Abercrombie, Gillian Flynn, Matthew Hughes, Joe R. Lansdale, Michael Swanwick, David Ball, Carrie Vaughn, Scott Lynch, Bradley Denton, Cherie Priest, Daniel Abraham, Paul Cornell, Steven Saylor, Garth Nix, Walter Jon Williams, Phyllis Eisenstein, Lisa Tuttle, Neil Gaiman, Connie Willis, Patrick Rothfuss e George R.R. Martin o livro traz contos que não são preto e nem branco, contos com todos os tons de cinza. 21 histórias com reviravoltas astutas e deslumbrantes nessa galeria de histórias de vilões que vão saquear seu coração e ainda deixá-lo mais rico a cada história.



Resenha:


Quando solicitei este livro para resenha, juro que solicitei pelo nome do autor (assassino) George R. R. Martin. Nunca tive a chance de ler nada dele, mas conheço sua procedência devido aos leitores que já leram e que assistem a Game of Thrones.
A Introdução do livro é feita pelo próprio, e pode acreditar, o livro me ganhou ali; ri demais e fiquei muito curiosa para ler o conto de sua autoria - O Príncipe de Westeros - que é ambientado no mundo de Game of Thrones. Só que o conto do homem, é o último!!!! rsrsrsrsrrsrs Mas calma, vale muito a pena ler os demais contos, serviram para o grande final que foi O Príncipe de Westeros!
"Harrison Ford causa uma impressão bem canalha em todo papel que assume, mas, claro, tudo começou com Han Solo e Indiana Jones. Alguém aí prefere mesmo Luke Skywalker a Han Solo? Claro que Han entra no jogo apenas por dinheiro, deixando isso claro desde o início... o que deixa a coisa toda mais emocionante quando ele volta no fim de Guerra nas estrelas para enfiar aquele foguete no rabo de Darth Vader. ( Ah, e ele REALMENTE atira primeiro, não importa quantas versões corrigidas George Lucas faça daquele primeiro filme.) E Indy... Indy é a definição máxima do canalha. Sacar a arma para atirar naquele espadachim não foi justo... mas, olha, quem não ama o cara por esta cena?
Porém os canalhas não dão as cartas apenas na televisão e nos filmes. Olhe para os livros."
PS: Coloquei este trecho da Introdução de Martin, porque amo de verdade Indiana Jones! *o*

Eu adoro contos, sou daquela que fica imaginando o que mais teria acontecido depois do final, e todos, sem exceção, supriram minha mente com muitos outros finais. Destaco aqui meus preferidos, os contos de Gillian Flynn (autora de Garota Exemplar), Phyllis Eissentein, Joe R. Lansdale e Connie Willis. Claro que o conto de George também está nesta nesta lista! rs


O Príncipe de Westeros e Outras histórias fala sobre os canalhas.... é... sabe aquele homem, ou mulher, que sempre se sai bem em tudo? Afinal, quem é que não ama um bom canalha??? Pois é! Neste volume, vamos conhecer os mais variados tipos, todos dentro de uma fantasia diferente, pode ser distópica, sobrenatural, em outro mundo e assim por diante.

Não vou falar de cada um, afinal, são 21 contos! Mas tenha certeza que são contos incríveis, que faram o leitor desejar mais e conhecer cada personagem profundamente.
"Quando as pessoas me fazem aquela pergunta que todo mundo faz: "Qual é a sua profissão?", eu respondo "Atendimento ao cliente", o que é verdade. Para mim, foi um bom dia de trabalho quando fiz um monte de gente sorrir. Sei que soa muito sério, mas é verdade. Quer dizer, eu preferiria ser bibliotecária, mas me preocupo com a estabilidade no trabalho. Livros podem ser temporários; paus são para sempre."
A capa é linda, mas só faz jus ao conto de George. A diagramação é simples, mas bem feita, sem erros de revisão aparente. O exemplar está realmente lindo, com divisória preta para separar os contos e um pouco sobre o autor que o escreveu. Muitos deles eu não conhecia, e fiquei com muita vontade de ler algo mais deles. As escritas dos autores são diferentes, mas como eu li um conto atrás do outro, senti pouca diferença, afinal, todos os autores, mesmo que em diferentes cenários, estão falando sobre canalhas, o que deixou a leitura muito mais prazerosa.
Super recomendo a leitura deste livro, mas como Geoge fala em sua Introdução, tome cuidado. Alguns dos cavalheiros e encantadoras damas destas páginas não são tão confiáveis assim! ;)



Avaliação:



Sobre os organizadores:



George R. R. Martin nasceu em Bayonne, Nova Jérsei, filho de um estivador, cuja família de classa operária vivia perto das docas de Bayonne. Quando jovem, ele se tornou um leitor ávido de quadrinhos de superheróis. A edição de novembro de 1968 do Quarteto Fantástico possui uma nota ao editor que Martin escreveu quando ainda estava na escola. Ele credita a atenção que ele recebeu com a carta, junto com seu interesse em quadrinhos, como sua inspiração para se tornar escritor. Em 1970, Martin recebeu sue Bacharelado em jornalismo na Universidade Northwestern, Illinois, se formando com muitos elogios. Ele depois completou um Mestrado em jornalismo, também em Northwestern, em 1971.
Martin começou a escrever contos de ficção científica no começo da década de 1970, apesar de o início de sua carreira não ter sido fácil (uma de suas histórias foi rejeitada por diferentes revistas 42 vezes), ele nunca se desencorajou; anos depois ele venceria seu primeiro Hugo Award e Nebula Award por um de seus contos.





Gardner Dozois é autor de ficção científica e editor. Comandava a revista de ficção científica Asimov’s Science Fiction e ganhou diversos prêmios como o Hugo e Nebula, tanto como editor quanto como escritor.











4 comentários:

  1. Olá, Ana.
    Quero muito ler esse livro. Sou muito fã do senhor assassino George. Ele é o cara, sem dúvidas!
    Poxa, o conto dele é só o último?! Ainda assim quero ler o livro, vale a pena. Afinal, adoro personagens canalhas. O Thiago é a prova disso, você bem sabe. haha
    Com certeza vou ler esse livro. Excelente resenha!

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana.
    Sua resenha deixou minha curiosidade maior do que estava. Preciso ter este livro logo.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada do George Martin, mas sei que ele é assassínico. kkkkkk
    Adoro livros de contos, e, quando é uma coletânea com autores diferentes, gosto mais ainda, pois podemos conhecer um pouco mais de cada escrita. E alguns nomes são bastante conhecidos do grande público. O bom é que, mesmo não lendo a série ainda, podemos ler esse sem medo de ler algum spoiler, afinal, apenas o universo criado é que é abordado.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ana!
    Deu pra ver que o George é mesmo super divertido, e com essa resenha fiquei muito a fim de ler esses contos!
    Puxa, não imaginava que ia ter distopia por causa da capa. Amei!!
    Ótima resenha! Bjo <3

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png