4


Resenha: Desejo à Meia-Noite - Lisa Kleypas.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
Autor: Lisa Kleypas
Serie: Os Hathaways
Titulo original:  Mine Till Midnight
ISBN: 9788580411492
Ano: 2013
Páginas: 272
Tradutor: Livia de Almeida

Sinopse:
Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos.
Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos.
Será que Rohan, um cigano que preza sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?

Resenha:

Então, lá vamos nos falar sobre mais um romance de época!! Preparados?
Desejo a meia-noite é o primeiro volume da serie Os Hathaways que vai ser composta por cinco livros, cada qual acompanhando a vida de um dos irmãos Hathaway.  Neste, nos vamos conhecer a vida de Amelia Hathaway, a mais velha das meninas. Com 26 anos de idade, Amelia não tem mais esperança de se casar, já que perante a sociedade é considerada uma solteirona. Mas, este não é o seu desejo mesmo. Ela perdeu a fé no amor depois de sofrer uma decepção amorosa, seu coração se fechou depois do rompimento de seu noivado. E após perder os pais, ambos de forma trágica, Amelia tem apenas um único objetivo em sua vida, que é manter sua família unida.

Já Leo, o irmão mais velho de Amelia, é viciado em jogos, apostas e bebida.  E a morte dos pais o afundou ainda mais. E como o homem mais velho da família, seria a obrigação de Leo assumir o controle dos irmãos, mas isto esta longe de acontecer, pelo contrario, ele gasta o pouco dinheiro da família com seus vícios, deixando as irmãs em uma situação difícil e extremamente preocupadas com seu bem estar, já que passa noites fora sem dar noticias.

Mas a família Hathaway é pouco convencional , não só pelo fato de ter perdido os pais e ter um irmão viciado. Antes de morrer, os pais de Amelia deram abrigo a um cigano que encontraram se afogando nas águas do rio próximo a casa da família. Desde então, ele faz parte da família e sempre esta por perto, apesar da natureza cigana e do costume que eles possuem de não firmar residência em lugar algum. Algo prende Merripen com a família Hathaway, e alguns suspeitam ser mais do que gratidão à quem salvou sua vida.

Certo dia, depois de Leo não voltar pra casa por dias seguidos, Amelia e Merripen saem para procurar o irmão. Depois de muito rodar pela cidade, eles acabam em um clube de jogos mais frequentado da cidade, e também o com a pior fama. Mas, como  descobrir se Leo realmente esta no lugar se Amelia é uma mulher e não pode entrar no local, e Merripen é um cigano, que é descriminado por sua origem por todos?  É então que eles tem uma surpresa. Cam Rohan, o gerente do clube, que por mais estranho que pareça, também é um cigano, muito a contra gosto,se dispõe a ajudar os dois. E ao mesmo tempo em que trabalham juntos para encontrar Leo, Amelia e Cam começam a perceber que apesar da diferença entre os mundos em que habitam, podem ter mais em comum do que ambos imaginam.
"Tinha passado muito tempo desde que uma mulher lhe tinha despertado tanto interesse como o fazia Amelia Hathaway. Do momento em que a tinha visto de pé no beco, saudável e ruborizada, com sua figura voluptuosa envolta em um modesto vestido, não tinha deixado de deseja- lá. Não sabia qual era a razão de seu desejo, tendo em conta que ela era a encarnação de tudo o que detestava das inglesas."
Outra surpresa que acaba caindo sobre os ombros da família Hathaway é o fato de que Leo inesperadamente recebe um título de nobreza, se tornando Lord Ramsay. Mas a nobreza fica apenas de fachada, já que com o título eles não recebem nada além de uma casa no campo. Mas com o dinheiro acabando, e as dividas de Leo crescendo cada dia mais,  a inesperada propriedade acaba se tornando a salvação da família, que decide vender a atual casa na cidade, e se mudar para longe de tudo que possa colocar o irmão mais velho em mais problemas dos que já possui. Mas chegando a Hampshire, os irmãos constatam que a “Ramsey House” não passa de uma casa velha caindo aos pedaços no meio do nada, praticamente inabitável.

Só que uma surpresa ainda maior aguarda por Amelia, que acreditava estar deixando todos os seus problemas pra trás, os problemas de seu irmão e a intensa conexão que sentiu com Cam. Mas, certa tarde ao cruzar a propriedade, ela da de cara com ninguém menos do que Cam Rohan novamente, e agora ali mesmo, em sua nova casa.
"Acredito em magia e mistério, em sonhos que revelam o futuro. E acredito que algumas coisas estão escritas na estrelas... ou mesmo na palma das mãos."
Então pessoal, como eu sempre falo pra vocês quando faço resenha desse gênero é o fato de que o que me atrai para ele são os personagens, todos fora dos padrões, intensos e com personalidades diferenciadas. E eu continuo afirmando isso. Romance de época sempre nos trás algo novo, e não só mais do mesmo, como estamos acostumados com os atuais romances contemporâneos, e neste não vai ser diferente.
 Inicialmente vamos conhecer os irmãos Hathaway, Amelia, Leo, Win, Poppy e Beatrix, cada qual com sua peculiaridade. Amelia é a mais velha das irmãs, e também quem assumiu o papel de “mãe” quando a deles faleceu. Já Leo, apesar de ser o mais velho de todos eles, faz o tipo fora de controle. Mas, é ele quem tem o passado mais sombrio, uma bagagem emocional bastante intensa e que carrega por toda a trama. Já Winn, a irmã do meio, possui a saúda frágil, um problema pulmonar causado por uma grave doença a tornou extremamente frágil. As outras duas mais novas são intensas e divertidas, mas não se destacam muito durante a trama, apesar de estarem presentes em todos os momentos.

O foco da historia é o envolvimento entre Amelia e Cam, e esses sim são personagens desenvolvidos com maestria. Amelia é o tipo de protagonista forte, determinada e protetora. E ao contraria do que encontramos em outros livros, a decepção amorosa a tornou infinitamente mais forte e determinada, apesar de ter perdido o interesse no amor.
Já Cam Rohan é o típico mocinho anti herói, aquele que odeia ser taxado de bonzinho e faz de tudo para manter a aparência e a atitude destoante dos ambientes em que circula, chocando todos. Mas a contra ponto, Cam é extremamente sexy e sedutor, e dono de uma alto estima considerável. Ele também fez fortuna, coisa mal vista entre os ciganos, que não acreditam em bens materiais. Já o próprio, acredita sofrer da “maldição da boa sorte”, por mais que invista em negócios totalmente duvidosos, em empresas prestes a falir, ele sempre consegue de algum modo ganhar ainda mais dinheiro. Mas apesar de viver a vida como qualquer outro homem da alta sociedade, Cam anseia por sua vida como rom, vivendo nas matas, dormindo sobre a relva e observando as estrelas. E mesmo com toda a fortuna que possui, ele não é visto como um bom partido para as moças da cidade, já que é metade cigano. Então, casamento é algo que não esta nos planos, não só por este fato, mas também porque casar com alguém da alta sociedade resultaria em firmar residência, algo que ele não almeja.  Mas quando encontra Amelia, Cam começa a questionar suas decisões até então.
O relacionamento entre eles é o tipo de romance que me agrada totalmente, sabe aquele tipo de amor construído, que não acontece do dia pra noite, que vai se desenvolvendo  enquanto os personagens de conhecem, e o "eu te amo" não precisa ser dito, ou quando dito vem naturalmente? Pois é.

Enfim,tenho muito mais o que dizer sobre este livro, mas não quero dar spoilers.
Personagens fantásticos, muito alem daquelas mentes bitoladas da época em que vivem, são personagens enérgicos e fora dos padrões. Estamos lidando aqui com um romance de época intenso e arrebatador, em todos os sentidos, já que a autora conseguiu introduzir diversos elementos em sua trama, deixando extremamente envolvente e única, unindo romance, drama e acreditem ou não, vamos ter a introdução de mistério sobrenatural, sem contar nas lendas dos ciganos, que estão presente em grande parte do desenrolar da trama. O clima de paixão e mistério se encontra do inicio ao fim.
Resumindo, este é um livro fantástico como um todo, uma trama envolvente, e uma edição física perfeita também. A editora Arqueiro nos presenteia com mais uma obra linda.
É isso pessoal, mais um livro na minha lista de favoritos e mais um que vocês devem ler com toda a certeza.

Sobre o autor:

 Depois de se formar na Universidade de Wellesley em Ciências Políticas, Lisa Kleypas publicou seu primeiro romance aos vinte e um anos de idade. Em 1985, ela foi nomeada Miss Massachusetts e competiu o Miss America, em Atlantic City. Lisa está casada e tem dois filhos.
Em sua página na web, a autora conta: "Comecei a escrever romances porque sempre amei lê-los. Indiscutivelmente, fui uma nerd durante toda a escola primária e, mesmo "florescendo" na secundária, acredite, a nerd interior ainda estava aqui. Nunca pude imaginar um tempo melhor aproveitado do que lendo um livro, e este amor pela leitura, com o tempo, se traduziu num profundo desejo de escrever um."

4 comentários:

  1. Estava na dúvida para ler, mas agora vou correndo adquirir adorei a resenha e a história!

    Beijocas!

    http://www.casaroucomprarumabicicleta.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Geeh.
    Os personagens em livros de época que estão fora do padrão realmente chamam a atenção e são eles que dão o brilho da obra.
    Confesso que o livro não me chamou tanto assim a atenção, mas não é algo que eu falaria que não leria. Se tiver a oportunidade, talvez dê uma chance a obra.
    Ótima resenha, como sempre.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  3. nao gosto mt de romance de epoca, mas esse livro me chamou a atenção pela sinopse e pela capa, adorei tua resenha e ja que tu recomenda msm eu vou tentar ler o mais rapido suhuash
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Geeh!
    Adoro os romances de época também, trazem um cenário totalmente diferente do nosso, vestuário, comportamento, etc...
    E quando as personagens tem personalidade forte e diferente, nos faz analisar o comportamento.
    E adoro a Lisa Kleypas, não li essa série, mas já li outros livros dela e amo!
    “Quando vires um homem bom, tenta imitá-lo; quando vires um homem mau, examina-te a ti mesmo.”(Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png