04 agosto 2015

Resenha: Os Servos do Apocalipse - Cleiton Machado


Edição: 1
Editora: Multifoco - Selo Dimensões Ficção
ISBN: 9788584730049
Ano: 2014
Páginas: 97

Adicione no Skoob
Compre AQUI: R$ 34,00

Livro cedido pelo autor para resenha
Sinopse: Desde o ano de 1559 um segredo é guardado e se perde no tempo com a morte de um Monarca .Esse segredo revela fatos os quais uma vez comprovados podem levar á salvação da humanidade.
Após 454 anos este segredo está prestes a ser revelado, porém, o fim da humanidade pode estar próximo e sua revelação será em vão.

Resenha:

"CENTÚRIA VII - 14
Virá expor falsa topografia,
As urnas dos monumentos serão abertas.
Prosperarão as seitas e a santa filosofia,
Preto por branco e novos pelos Antigos."
Recebi este livro do autor para resenha aqui no blog e me surpreendi com o conteúdo nele contido. Mesmo sendo poucas páginas, percebemos que o autor usou todo o seu conhecimento para escrever esta ficção.

Os Servos do Apocalipse acompanha a trajetória do Dr. Henry Leflour e seu amigo Vicenzo Marchelli. Leflour acaba de receber um papiro suspeito e decide juntamente com seu amigo, investigar o que aquilo quer dizer. Ambos estão situados na França e toda a história corrente se passa lá, apesar de citar a América do Sul em alguns pontos. 


Como o livro é pequeno - possui apenas 97 páginas - vou deixar a sinopse instigar vocês e vou direto para a avaliação final da obra.
Sou muito curiosa com tudo, como vcs já perceberam, não recuso livros, sejam eles católicos, espíritas, que falem sobre anjos ou demônios. Esses último é mais difícil de eu ler, pois tenho muito medo, ainda mais qdo se trata de histórias verídicas (O Exorcista por exemplo, nunca consegui ler). Quando comecei a leitura deste exemplar, me deixei levar pela trama e em algumas horas já o tinha finalizado. A história em si é muito boa, a ideia de que estamos próximos do julgamento final me encanta. Mas, o enredo foi mal trabalhado, poderia ter sido melhor desenvolvido e com menos discrições.
"Por séculos foram travadas diversas batalhas em nome de Deus, e os denominados Cristãos assim o fizeram, fosse manchando o sangue dos inimigos nas Cruzadas, a caça às bruxas durante a Inquisição e em todos os anos até meados do século XVIII, perseguição aos judeus ortodoxos, os quais somente após o fim da Revolução Francesa tiveram seu direito à expressão religiosa na Europa, tolerado."
A narrativa do autor em terceira pessoa me incomodou um pouco, pois o mesmo não escreve como se tivesse contando uma história, sua narrativa é em tempo real. Não que isso seja ruim, só não estou acostumada com esse tipo de narrativa. Creio que tenha sido uma excelente ideia, pois a história começa a ser contada em 05 de agosto de 2013, e ao término da leitura, pareceu mesmo que vivemos essa aventura com os personagens. 


Outro ponto positivo da obra é a pesquisa que o autor mostrou ser entendedor: encontramos teologia, história, mitologia nórdica, religiões pagãs extintas e muito mais. Mas, mais uma vez, faltou trato para desenvolver mais o enredo. Tudo é apresentado muito rápido, o que me deixou desejosa por saber mais. Um dos pontos que me irritaram profundamente, foi as descrições exageradas. Descrever o país onde a história acontece, as cidades que os personagens vistaram e os lugares, é maravilhoso. Mas neste exemplar, o autor perdeu tempo que poderia ser gasto trabalhando mais na história, descrevendo personagens sem muita importância e quartos de hotéis. 
"-A bíblia prevê que o Apocalipse ocorrerá após a quebra de sete selos, os quais são previstos no próprio apocalipse e virão os quatro cavaleiros do apocalipse e com eles o verdadeiro anticristo reinará."
A capa é bem chamativa, e confesso que eu compraria pela capa! A diagramação é simples, mas bem feita, com detalhes dos papiros encontrados pelo protagonista e desenhos que o mesmo fez para elucidar o mistério que se segue. Os capítulos são curtos, com números e títulos; as letras estão em tamanhos confortável para a leitura e as páginas são amareladas. Só encontrei muitos erros de revisão, alguns banais, poucos influenciaram minha leitura. 


Sem mais, indico sim este exemplar. O Prólogo é excelente e nos deixa ávidos para começar a leitura. Gostei do Epílogo também, mas fiquei curiosa, queria mais! rs


Avaliação:


Sobre o autor:




Cleiton Machado é escritor, advogado pós-graduado e professor universitário, nascido no interior de São Paulo e domiciliado no Estado de Santa Catarina. Sempre gostou de ocultismo e misticismo, interpretando a Bíblia de forma diferenciada e cética. Sendo agnóstico, frequentou diversas ramificações religiosas para as pesquisas de seus livros e autoconhecimento, desde templos de religiões cristãs, espíritas, pagãs e satânicas.








3 comentários:

  1. Ana!
    Adoro livros com essa abordagem, só não entendi como o autor conseguiu compilar tantos assuntos "teologia, história, mitologia nórdica, religiões pagãs extintas e muito mais" em um livro tão curtinho. Esses assuntos merecem um aprofundamento maior, ainda assim, gostaria de conferir.
    Boa semaninha!!
    “A cada bela impressão que causamos, conquistamos um inimigo. Para ser popular é indispensável ser medíocre.”(Oscar Wilde)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Ana.
    Curto esse tipo de livro que se baseia em obras religiosas, mas não as segue. Extrapolar esses conteúdos sempre geram bons livros.
    Excelente dica. Vou querer ler a obra.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  3. nao gosto mt de historias desse tipo, nao leria o livro, confesso mas gosto eh gosto ne.. a capa eh mt bonita msm..
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz