4


Resenha: Uma Razão para Respirar - Trilogia Breathing Livro 1 - Rebecca Donovan


Edição: 1
Editora: Pandorga
ISBN: 9788561784324
Ano: 2014
Páginas: 496
Adicione no Skoob
Compre: Extra / Casas Bahia / Amazon 

Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Na cidade de Weslyn, Connecticut, onda a maioria das pessoas se preocupa em ver e ser vista, Emma Thomas preferia não ser percebida de forma alguma. Ela está mais preocupada em fingir perfeição enquanto puxa as mangas da blusa para baixo para esconder as marcas roxas, não querendo que ninguém perceba quão longe da perfeição ela realmente está. Sem esperar, ela encontra o amor. O amor a desafia a reconhecer seu valor, mas correndo o risco de revelar o terrível segredo que esconde.
O livro "Uma razão para respirar" é eletrizante da primeira à última página; uma história ímpar sobre mudança, crueldade inesperada e uma garota se agarrando à frágil esperança.
Uma Razão para respirar não é só um romance é um livro que aborda a violência doméstica e todos os dilemas que as crianças e adolescentes que passam por isso precisam enfrentar. A personagem principal vive esta realidade e tenta tornar-se invisível para que as pessoas a sua volta não a percebam. E por meio da amizade e amor ela tenta superar cada dia doloroso até que consiga escapar desta rotina.
Uma história forte, emocionante, dura, real, meiga, triste e doce ao mesmo tempo, que vai mexer com os sentimentos do leitor. Uma leitura envolvente do inicio ao fim.



Resenha:
"-Ainda estou respirando - garanti a ele baixinho, com um sorriso."
Desde a bienal do ano passado que eu estava doida para começar a ler esta trilogia. Foi indicação de uma autora da minha cidade e desde então, ele não saiu mais da minha lista de desejados. Neste ano, conseguimos parceria com a Editora Pandorga e claro, o primeiro livro que me veio a mente na hora de solicitar foi este.
Uma Razão para Respirar é um livro intenso, um drama adolescente bem desenvolvido, cheio de dor, descobertas, sorrisos e lágrimas.


Neste volume vamos conhecer Emily Thomas, mais conhecida como Emma, uma adolescente que se esconde nas sombras das paredes de sua escola. Ela é inteligente e uma ótima amiga. Ao contrário das outras garotas da escola que fazem de tudo para aparecer, Emma se mantém sob os olhares de seus colegas e professores, tentando não chamar a atenção, escondendo as marcas que queimam seu corpo e sua alma.
"Porque estava aqui? Sei a resposta. Não foi uma escolha estar aqui; mas, sim necessidade. Não tinha nenhum outro lugar para ir e eles não podiam virar sua costas para minha situação. Eles eram a única família que eu tinha e, mesmo assim, não conseguia me sentir grata."
Depois da morte de seu pai, a mãe de Emma não aguentou a pressão e se entregou ao alcoolismo, seus tios - Carol e George, ficaram com sua guarda. Ela mora com eles e seus dois filhos, mas não se sente segura dentro de casa. Carol, sua tia, a odeia profundamente e faz o possível e o impossível para agredi-la de todas as formas que possamos imaginar.


Sabe quando você não consegue avaliar um livro pela carga emocional que ele trás? Pois é! Estou passando por isso. Não é preciso dizer que me coloquei no lugar de Emma, porque eu realmente já estive em seu lugar e sei toda a dor que isso trás. Mas Emma está sozinha, conta somente com sua melhor amiga Sara, a qual sabe quase tudo que acontece com ela - quase tudo porque Emma se recusa a contar a verdade sempre que aparece machucada, Sara nunca acredita em suas meias verdades, mas sabe o quanto isso dói em Emma e não tenta descobrir mais, até porque Sara também sofre por tudo que Emma passa.
Sara é totalmente diferente de Emma - ela é popular e cheia de si, uma patricinha mesmo! Mas ao contrário do que esperei, me peguei gostando muito de Sara pela amizade que ela tem com Emma. Sara é aquela amiga para todas as horas sabe? Aquela única amiga que você pode contar e que faz o possível para estar com você e te proteger.
"Precisava me recompor depois de tudo o que aconteceu no espaço de duas horas. Não era assim que meus dias tinham que ser. Ninguém tentava se envolver comigo, e eu continuava na minha. Era dessa forma que tudo ficava seguro e fácil. Como Evan Methews revolveu meu universo em apenas um dia?"
Emma conta os dias para passar pelo ensino médio e ir para a faculdade. Ela acredita que assim que estiver na faculdade as coisas vão melhorar, ela só precisa aguentar mais um pouco.
Mas, as coisas começam a complicar quando conhece Evan. Evan sempre a percebeu, mas Emma estava tão focada em não ser interessante que nunca o notou. Emma tem medo - medo de se apaixonar, medo de ter um amigo e ele descobrir as coisas pelas quais ela passa. Mas Evan está disposto a ser mais que um amigo, e Emma tenta afastá-lo, mas não sabe o que realmente quer até perceber que está perdidamente apaixonada pela primeira vez.
Emma começa a descobrir um mundo que não conhecia, mas tudo às escondidas de sua tia. Ela nunca quebrou as regras impostas, mas agora está disposta a viver esse sentimento, mesmo que isso seja sua ruína.


É impossível não gostar do livro. Creio que você deva estar se perguntando o porque de Emma não se libertar de seus tios, para descobrir, você terá que ler o livro! Também me senti assim, a todo momento queria entrar no livro e ajudá-la, mas depois de finalizar minha leitura, fiquei pensando em suas razões e consigo até aceitar, mas não consigo entender. Emma é aquela personagem que te agrada facilmente, te faz querer protegê-la e sente suas dores, alegrias e esperanças. Todos os personagens são maravilhosamente construídos e não conseguimos odiá-los por muito tempo - com exceção de Carol, que eu quero ver ardendo no inferno assim que terminar de ler o último livro! (risos)
"... - Emma, você tem que contar para alguém - suas palavras tinham o tom de urgência e desespero. - Se você não contar, eu conto.
- Não, você não vai - gritei. Meu tom transbordava frieza e isso fez Sara estremecer.
- O que você quer dizer? - ela exigiu, ainda mais enlevada. - Viu suas costas? O sangue estava escorrendo por sua camiseta durante o jogo. Emma, tenho medo de algum dia de manhã eu chegue para pegá-la e você não saia. Importo-me com você e não posso ficar parada enquanto ela faz isso.
- Então não conte - disse friamente."
A narrativa é em primeira pessoa pelo ponto de vista de Emma, e eu adorei essa experiência. Chorei, sorri e fiquei apreensiva, senti tudo o que havia para sentir durante a leitura. A autora soube como me cativar e mesmo o livro tendo 490 páginas, em momento nenhum senti a narrativa desviando-se do foco principal ou ficando enfadonha. As descobertas de Emma são em suma, descobertas que toda adolescente descobre, e foi incrível vê-la se sentindo diferente, querendo ser diferente. Evan também me emocionou muito durante a leitura, um personagem simplório, mas cheio de sentimentos e de amor. Um amor lindo que merece se vivido.
A edição está muito bonita, essa capa é linda e condiz com o enredo apresentado. A diagramação também é linda, com detalhes nos capítulos e na lateral inferior das páginas. Possui folhas brancas e letras em tamanho maior que o normal. Os capítulos possuem títulos que em sua maioria, são os sentimentos de Emma. Encontrei alguns erros de revisão, em sua maioria, frases sem espaço e troca de pronomes. Mesmo assim, é impossível não indicar este livro e dar minha nota máxima.
Para todos que ainda não conhecem essa história, convido-os a conhecer. Tenho certeza que vocês, assim como eu, vão se encantas pela história de Emma!


VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: Não se cale, denuncie. Liberte uma vida!

Avaliação: 


Sobre a autora: 





Rebecca Donovan é uma das best-sellers do USA Today. Começou sua carreira independentemente, pois não conseguia brecha no mercado editorial. Com a trilogia The Breathing, ela conquistou críticas e fãs no mundo todo. Esse sucesso todo é comprovado, não apenas com número de vendas, mas pela mobilização nas redes sociais. Só no GoodReads, cerca de 100 mil leitores classificaram os livros da série (média de 4,3 estrelas) e há quase 9 mil resenhas escritas sobre a trilogia.







4 comentários:

  1. Ana, quando vi o livro pela primeira vez, o julguei como erótico, então, logo pensei que não era para mim. Mas foi uma surpresa esta resenha e sua opinião sobre o livro, mesmo eu não sendo grande fã de drama, costumo lê-los. Uma Razão para Respirar me indignou com o sofrimento que Emma passara e toda a sua história de dificuldades. Fiquei curioso para a leitura!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Ana.
    A princípio, eu não daria nada pelo livro. Na verdade, me enganei até com o gênero. Assim como o Ycaro, pensei que fosse uma obra do gênero hot. Quando você falou em drama adolescente, me surpreendi. Fiquei ainda mais surpreso ao ver uma carga emocional tão grande na obra.
    O livro parece ser muito bom. Fiquei curioso para conferi-lo.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro. Serão seis livros para três vencedores.

    ResponderExcluir
  3. Olá!!
    Já vi muito livros que abordam temas sociais, mas este é o primeiro que vejo sobre violência domestica. Fiquei bem emocionada com todo sofrimento da Emma e bem curiosa pra saber os motivos dela não se libertar de seus tios.
    bjos e sucesso!!

    ResponderExcluir
  4. Olá!!
    Nossa li sua resenha com uma vontade enorme de dar um abraço em Emma, na verdade toda vez que vejo um caso assim que é bem real em nossa sociedade me doí muito imaginar que uma criança não foi amada, que ninguém colocou pra dormir com um eu te amo, que ninguém leu uma historia antes de dormir, isso me parte o coração principalmente depois que me tornei mãe, mas enfim gostei muito do livro pretendo ler, apesar de que sei que vou ler chorar de ódio da família dela chorar por ela não ter uma mãe que a abrace que a ame, drama familiar sempre mexe muito comigo, mais vou ler torcendo pra o amor a libertar desse inferno.
    Bjocas

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png