4


Resenha: A voz do Arqueiro - Mia Sheridan.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
Autor: Mia Sheridan
Serie: Signos do Amor.
Titulo Original: Archer’s voice
ISBN: 9788580414448
Ano: 2015
Páginas: 336
Tradutor: Ana Rodrigues

Sinopse:
Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar.
Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde.
Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.
Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.

Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Baseado na mitologia de Sagitário, A voz do arqueiro é uma história sobre o poder transformador do amor. 

Resenha:

Este é um livro que engana facilmente pela capa. Na verdade, tive a prova concreta disso na coluna do blog que fiz sobre ele semana passada. A maioria dos leitores entendeu que se tratava de um livro erótico, e olha, vocês não poderiam estar mais enganados. A voz do Arqueiro é um livro intenso e emocionante que relata a historia de superação de um homem cheio de cicatrizes, na alma e no corpo.

Eu nem sei bem como fazer essa resenha, este é o tipo de livro que desperta tantos sentimentos e emoções durante a leitura que é difícil colocar tudo isso em palavras, só lendo para entender o quão tocante é a trama.

Ao iniciar a leitura somos apresentados a Bree Prescott, uma garota de vinte e poucos anos que sofreu um grande trauma em sua vida, primeiro perdendo a mãe para o câncer e recentemente o pai, morto em um assalto. Bree tem esses diversos fantasmas em seu passado, e o fato do criminoso que assassinou seu pai nunca ter sido capturado à atormenta dia e noite. Em um ato desesperado, Bree sobe no carro e sai sem rumo, apenas com uma mala de roupa e sua fiel companheira, sua cadela Phoebe. Elas acabam indo parar em Pelion, uma pequena cidade no interior do estado de Maine.
A tentativa de Bree de encontrar um pouco de paz para sua mente atormentada não surte muito efeito, apesar da mudança de ares, já que todos os dias ela revivência a morte de seu pai e o medo que sentiu quando os terrores noturnos acontecem. Mas, ela esta determinada a tocar sua vida naquela cidadezinha, por quanto tempo, ela ainda não sabe, mas Pelion agora é seu lar.
"Às vezes demorava várias horas para me livrar da tristeza, embora ela nunca me abandonasse por completo." - Bree
Logo ela consegue um emprego de garçonete na lanchonete da cidade e aluga um pequeno e encantador chalé na beira do rio. E apesar das lembranças, sua vida começa a tomar forma outra vez, e a seguir uma rotina confortável de trabalho e os passeios de bicicleta na beira do rio com sua cachorrinha no cesto.

Certo dia,em uma ida ao super mercado, ela acidentalmente esbarra em um misterioso rapaz que a ajuda com as compras, que foge assim que ela tanta começar uma conversa amigável.
Mas, como toda cidade pequena, Bree logo descobre através das fofocas que o homem é Archer Hale, que ele vive isolado em sua casa na beira do lago desde que perdeu os pais e o tio em um acidente trágico, e que ele é mudo.

Curiosa e intrigada pela historia incompleta que ouviu dos vizinhos, Bree começa a tentar se aproximar de Archer, tentando penetrar na bolha em que ele vive a muitos anos. É aos poucos também que ela começa a conhece-lo e uma amizade de forma. O pai de Bree era surdo e mudo, então a linguagem de sinais é natural para ela, e é a traves dessa cumplicidade e conversas silenciosas, que ela é capaz de perceber o homem sensível e amável que se esconde por trás dos cabelos e barba comprida e de aparência desleixada.

Archer é um homem com vários traumas, que vem sofrendo abusos desde a infância, primeiro do pai, um alcoólatra que batia nele e em sua mãe constantemente. Depois, em uma fatídica reviravolta, ele perdeu os pais e o tio. E também foi neste mesmo misterioso acidente que ele levou um tiro de raspão na garganta e perdeu a voz. Cresceu os cuidados de um tio, psicologicamente instável e após sua morte ficou completamente só, ignorado por todos na cidade, apenas um fantasma, invisível para todos, até o dia que esbarrou em Bree Prescott
"Eu era uma aberração. Estava ali, sozinho e isolado, por uma razão. Era eu o culpado de tanta tragédia e tanta dor. Eu não valia nada." – Archer.
Como eu falei lá em cima, este é um livro emocionante e que realmente mexe com os sentimentos do leitor. A historia de vida de Archer e Bree é trágica e ao mesmo tempo inspiradora, a autora nos faz ver e entender que por mais machucado que você esteja o tempo e o amor podem curar essas feridas.

O amor entre Archer e Bree é algo lindo, o tipo de romance construído e inspirador, nada daquele tesão instantâneo distorcido e chamado de amor. São duas pessoas que nunca teriam se encontrado se não fossem unidos pela dor, de ambos. Inicialmente Bree se aproxima de Archer por tragicamente perceber que existe pessoas que sofrem tanto ou mais que ela, e quando a amizade progride, entende que talvez um possa amenizar a dor do outro, transformando duas metades em um inteiro.

Eu sei que você deve estar se perguntando sobre a questão sexual, e não, não vamos ver um romance casto. Tem sexo sim, e cenas descritivas e em vários capítulos. Mas a diferença esta em como a autora coloca essas cenas. Para Archer e Bree o sexo é uma forma de cura, para ele, pelo fato de se achar alguém repugnante e inferior, mas que acaba descobrindo que pode despertar o desejo e satisfazer outra pessoa. É uma auto descoberta, da sua masculinidade e também de autoconfiança de uma pessoa que não acredita em sí mesmo. Já para Bree, sexo é uma questão traumática. Eu não posso dar muitos detalhes, pois se não vai ser spoiler, e dos grades. Mas, no passado de Bree existe algo que faz com que ela tema o contato intimo, trazendo lembranças que a apavoram. Só que quando a intimidade com Archer começa a acontecer, ela perceber que nem todo toque causa dor.
Então, entendam, em "A voz do Arqueiro" sexo não é só sexo, é sinônimo de cumplicidade e de cura, para ambos os protagonistas. Mas essa beleza nas cenas só se dá pelo fato da autora escreve-las com maestria, sem vulgaridade ou palavras chulas.
"Para mim faz todo o sentindo. Acho que amor é um conceito, e cada pessoa tem uma palavra única para descrever em que o sentimento se resume para ela. A minha palavra para o amor é Bree". – Archer.
O livro tem mais de 300 paginas e é quase no final que vamos entender exatamente qual a extensão dos horrores que se escondem no passado dos protagonistas. Mas, neste meio tempo Mia Sheridan nos brinda com personagens tão intensos e bem construídos, principalmente psicologicamente e na bagagem emocional intensa. Bree é o tipo de mocinha inspiradora, ela não se acovarda e é extremamente decidida. O Archer, é o típico mocinho, dono de uma beleza e de um corpo escultural, o que o tornaria totalmente clichê, se não fosse o fato de que ele não tem a mínima noção de sua aparência, não se considera atraente e nem sonha que alguém algum dia o acharia aceitável, que dirá bonito.

A autora também criou uma trama que envolve diversos personagens secundários que são presentes e de extrema importância para o desenvolvimento da historia e para o relacionamento dos protagonistas.

A voz do Arqueiro é narrada em primeira pessoa, alternando capítulos entre o ponto de vista do protagonistas, então o leitor realmente consegue entrar na mente de ambos os personagens, conferindo e entendendo o drama pessoal de cada um e como se apresenta para o outro, ampliando assim a visão sobre a historia e permitindo que se conecte com os personagens de uma forma mais intensa. A escrita da autora também é leve e fluida, apesar de retratar temas bastante polêmicos e intensos.

Enfim, gente, eu não sei mais o que falar ou como falar, colocar em palavras tudo que este livro me trouxe é extremamente difícil, só lendo para entender a intensidade e simplicidade desta trama que te faz rir, chorar e sofrer junto com os personagens. Eu realmente nunca tinha lido um livro tão tocante e envolvente, que me levou as lagrimas, seja elas de emoção, felicidade ou pesar.
A Voz do Arqueiro é um livro que vai falar com a alma do leitor, simples assim!

Sem contar é claro que a edição física do livro é linda, uma capa maravilhosa, apesar de um tanto sugestiva.
A tradução do título é que não me agradou muito. O título original é “Archer’s Voice”, que pode ser traduzido ou não, já que Archer é o nome do personagem e também é Arqueiro na tradução. Acredito que a editora optou por traduzir e tornar “A voz do Arqueiro” levando em consideração que a serie é baseada nos signos dos zodíacos, este especificamente, sobre o signo de Sagitário (representado por um arqueiro). Mas, só quem leu entende o quando o título “A Voz de Archer” iria fazer sentido...Enfim, isso é só um detalhe, comparado ao conteúdo.
"Um dia, falei, quando estivermos velhos e com os cabelos grisalhos, vou olhar para você deitada ao meu lado, exatamente assim, e vou olhar em seus olhos e saber que nunca houve mais ninguém além de você. E essa vai ser a grande alegria da minha vida, Bree Prescott." – Archer.
Sobre o autor:

Mia Sheridan começou a escrever na tentativa de superar a dor da perda da filha. Publicou seu primeiro livro online e , em cerca de uma semana, ele chegou á lista dos mais vendidos. Desde então, ela não parou de escrever e se tornou uma autora apaixonada por tecer historias de amor sobre pessoas destinadas a ficarem juntas.
Suas narrativas verdadeiras conquistaram o publico e a levaram ao topo das listas dos mai vendidos dos prestigiados USA Today, The Wall Street Journal e The New York Times.
Mia mora em Cincinnati, Ohio, com o marido e os quatro filhos.

4 comentários:

  1. Olá,
    Olhe, como já disse no, "li até a pagina 100", esse foi o livro que comprei mês passado, mais o fim de semestre turbulento não me permitiu lê-lo ainda, mas é minha próxima leitura, e agora vou encara-la com mais ansiedade depois de saber sua opinião sobre ele, ja imaginava que ele podia me causar todos esses sentimentos a ponto de me fazer rir e chorar e tudo mais que você descreveu, fico feliz que ele tenha te tocado tanto, e aguardo tudo isso, semana que vem já começo a lê-lo.
    Bjocas

    ResponderExcluir
  2. Geeh, eu não sou muito favorável quando o gênero do livro é um New Adult. Apesar dos meus desagrados sobre o gênero, não pude deixar de me encantar por ambos os personagens, Bree e Archer, e seus traumas terríveis que os rondam. A trama parece bem interessante para quem curte este tipo de leitura, mas A Voz do Arqueiro vai ficar como uma leitura mais para o futuro, no meu caso.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Geeh.
    Apesar de ser um livro mais profundo que alguns dos gêneros, por tratar de traumas e a superação através do amor, ainda tenho minhas dúvidas se gostaria da leitura. No momento, não descarto a leitura, mas não seria um livro que eu daria prioridade.
    Ótima resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro. Serão seis livros para três vencedores.

    ResponderExcluir
  4. Oii!!
    Realmente a capa nos faz pensar que se trata de um romance hot, mas a historia de Archer e Bree é muito envolvente e interessante. Adorei muito a ideia de cada livro ser inspirado nas características de um signo do Zodíaco, já quero muito ler o referente ao meu signo e todos os outro tbm.
    Bjos e sucesso!!

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png