20 janeiro 2016

Resenha: País Imerso - Jéssica Anitelli e Allan Cutrim

Edição: 1
Editora: Amazon
ISBN: B017YEPLZS
Ano: 2015
Páginas: 285

Compre: E-book Kindle - R$ 2,99
Sinopse: Um segundo golpe militar se instaura no Brasil, mudando drasticamente a sociedade. Tudo o que foi construído anteriormente se perdeu; a história desapareceu e as pessoas estão fadadas a cometerem os mesmos erros. Não há mais instituições de ensino, e o livro se tornou artigo proibido; aqueles que os têm, os rebeldes, são tratados como verdadeiros criminosos. A população é analfabeta e os militares são a elite da sociedade, mantendo-se nos lugares mais importantes do país.
No meio disso tudo está Aline, uma jovem alfabetizada e de ideais rebeldes que ingressará no serviço militar. Por mais que ela não saiba o porquê de sua importância dentro do sistema, sua única certeza é: ninguém pode descobrir sobre o seu conhecimento.
Prepare-se, pois, assim como Aline, você não acreditará no que o governo vem fazendo com as pessoas sem que elas desconfiem de nada.
Resenha:

- Aline - foi até ela. - Eu sei como você está se sentindo, passei minha vida toda com os mesmos sentimentos que você, mas preste atenção - segurou o rosto da filha em suas mãos. - O conhecimento é a única coisa que não podem tirar de você, e não podemos deixar que ele morra. Um dia poderemos usá-lo para mudar a nossa realidade."
Nunca, em todo o meu tempo de leitora, eu desejei tanto ter sido eu a escrever um livro como este. Sempre tive ideias mirabolantes e quando eu pensava em algum enredo, de uma forma ou de outra, sempre convergia para algo que eu já havia lido. Até que desisti da ideia e me contentei em ser somente leitora. O que, graças a Deus, não aconteceu com esses dois autores: Jéssica e Allan criaram um enredo incrível, que vai fazer você ficar desesperado, totalmente imerso nesta distopia nacional.


Não vou me alongar muito na descrição, pois a sinopse é perfeita. Fiquei até arrepiada no dia que a li pela primeira vez e me arrepiei hoje novamente enquanto a escrevia aqui para vocês.
País Imerso é o primeiro livro de uma trilogia que não tem magia, seres sobrenaturais, nem romances melosos... é um livro com um futuro tão desumano, que o leitor vai começar a rezar para nunca acontecer. É o medo dos nossos antepassados que viveram durante a ditadura; mas também é a esperança de um país que vive as cegas, totalmente alienado.
"Os olhos da menina se arregalaram, pois livro era um artefato proibido, se descobrissem que sua família os escondia, seriam todos presos."
Neste primeiro volume, vamos conhecer Aline Lemos, uma adolescente de apenas 15 anos que está prestes a ser selecionada para a carreira militar. Neste contexto, todos os jovens são criados para querer fazer parte do exército, o governo dá apoio e recursos para os mesmos. Todos os cidadãos são felizes, o governo pede para se preocuparem com a família, o resto eles resolvem. O consumismo é a base da cadeia alimentar: quanto mais você compra, mais feliz você fica. Parece um mundo maravilhoso neh? Pois bem, vamos aos contras deste país supostamente maravilhoso: Não existe livros (morri!), a população é analfabeta, tudo gira em torno de números. Os que sabem ler e escrever são taxados de rebeldes, pois eles sabem a verdadeira história e os militares que agora controlam o país, não querem ver seus podres espalhados para todos. A idade média de vida é de 40 anos. NINGUÉM vive mais que isso. Porque? Horas, assim não vale, vocês terão que ler para descobrir.
"Todos sabiam que o corpo humano não conseguia durar mais do que quarenta anos; apesar dos esforços governamentais, aquilo ainda era natural."
Em nenhum momento durante minha leitura, eu consegui visualizar os personagens com as idades que eles tem: todos são muito jovens. Aline, a protagonista principal, é uma verdadeira heroína, cheia de defeitos mas com uma força de vontade imensa - segura de si, forte, destemida, amiga e muito humana. Eu adorei ela e posso garantir que entrou para minha lista de personagens fodas! rsrsrsrrs
Alexandre, outro personagem que me agradou muito, é um dos alienados, mas tem algo nele que me cativa, preciso do segundo livro logo, pois ficaram aquelas perguntas sem respostas e o desejo de saber mais.


Outro ponto positivo da obra, são os sobrenomes dos personagens: Eu, particularmente, não gosto quando o sobrenome dos personagens é citado diversas vezes no livro durante a narrativa, mas neste livro, o leitor precisa prestar atenção aos sobrenomes. São sobrenomes conhecidos por nós, que fizeram parte da nossa história em algum momento, tanto para bom quanto para ruim.
A narrativa é em terceira pessoa e abrange todos os personagens envolvidos na trama, não só a personagem principal. A capa é linda e condiz com o enredo apresentado. A escrita é fluída e sucinta, o leitor não consegue dizer onde um autor começa, nem onde o outro termina, adorei isso, escrever em dupla é uma tarefa difícil e parabenizo os autores por esse enredo sem falhas. Mesmo sendo um livro juvenil, a carga de sentimentos que ele carrega, serve para todas as idades. Maravilhoso seria pouco para descrevê-lo.
"Não tinha mais volta, faria parte daquilo. Segurou firmemente o fuzil e o pressionou contra o ombro direito. Por mais que não quisesse participar daquela matança, via-se em posição de ataque; qualquer um que passasse por seu caminho naquele momento teria uma bala alojada no meio da testa."
Sem mais, super indico esta obra. Se você procura um livro que vai ao mesmo tempo, te entreter e te ensinar, essa é uma ótima escolha. Espere muita ação e descobertas inimagináveis. A todo momento o leitor é pego de surpresa. País Imerso merece uma chance de ser lido e apreciado, tenho certeza que depois de lido, vocês ficarão com eu fiquei, totalmente entregues a trama e querendo mais, muito mais.


Avaliação:



Sobre os autores:



Jéssica Anitelli tem livros publicados tanto por editoras quanto de forma independente. É formada em Letras pela Universidade Federal de São Paulo e já trabalhou como professora da rede estadual. Atualmente exerce a profissão de revisora de textos na Editora Poliedro.
Nasceu na cidade de Leme/SP, em 1990, e atualmente mora em São José dos Campos/SP.
Escreve desde os 17 anos quando deu início aos primeiros capítulos da sua obra de estreia no mundo literário, O Punhal, uma história de vampiros dividida em quatro livros que tem como palco sua pequena cidade natal no interior de São Paulo. É também autora de livros eróticos e juvenis.






Allan Cutrim nasceu em 1994, em São Paulo, e atualmente mora em Osasco. É graduando de Produção Editoria, fanático por histórias e considerado, unanimemente, por seus amigos um cara meio estranho. Allan tem como forma de relaxar a mente a escrita/leitura, a meditação e os games.
É autor do conto de fantasia “Amaldiçoado” publicado pela editora Draco na coletânea Brasil Fantástico. Também escreveu o romance País Imerso em co-autoria com a autora Jéssica Anitelli.
Possui projetos na área da fantasia, da ficção científica e do terror.






Aproveite que o e-book está apenas R$ 2,99 e baixe o seu! 

9 comentários:

  1. Olá, Ana. Tudo bem?
    De cara a capa do livro já me conquistou e o título também, li a sinopse e fiquei super curiosa e com a sua resenha então <3
    Acho que esse é o primeiro livro recente que conheço e tudo faz com que eu queira lê-lo, sabe? Além da sua resenha que foi incrível o fato de falar sobre o país em que vivemos é muito interessante. Também é um assunto sobre o qual eu penso muito. Além disso, ao ler a resenha, o enredo me lembrou demais o livro 1984, por toda a questão da opressão e alienação envolvida, e o livro é um dos que mais gosto.
    Enfim, já coloquei na minha lista, obrigada pela super indicação!

    Um beijo!
    Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana, tudo bem?
    Fui em um evento e os autores estavam presentes... fiquei muito interessada e curiosa sobre a trama apresentada por eles... estou com o e-book aqui e vou ler em fevereiro.... depois de sua resenha a minha curiosidade aumentou... essa expectativa de vida até os 40 anos me deixou muito intrigada.... adoro uma distopia... e nacional é um desafio de leitura... até hoje não me decepcionei com nenhuma, e pelo que percebi aqui será mais uma livro que vou curtir a leitura... sua resenha ficou maravilhosa... xero amiga!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ana.
    Achei a premissa do livro incrível, principalmente por reviver um período histórico que eu gosto de estudar: a ditadura civil-militar brasileira. O único fato que me deixa com um pé meio atrás é a protagonista ter 15 anos. Já não aguento mais protagonistas adolescentes. Mas, ainda assim, darei uma chance.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ana Paula.

    Você já deve imaginar que amei a resenha, né?
    Ainda este ano teremos a continuação, prometo.

    Obrigada por todo o apoio sempre.

    Abraços e beijos
    Jéssica Anitelli

    ps: qualquer dia apareço na sua casa p gente comer um pão de queijo kkkk

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Já acompanho seu blog há algum tempo e como acabei de criar o meu, vim te convidar para visitar e se quiser também seguir o meu:
    http://leitoresapx.blogspot.com.br/
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom? Estou adorando o blog, minha primeira vez aqui *_*
    Confesso que esse não faz muito o genero que gosto, mas sua resenha me despertou bastante curiosidade, vou adicionar a minha lista *_*

    beijos
    Dê uma visita em meu blog

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana! Como não querer ler esse e-book depois dessa resenha?! Amei a premissa do livro, e certamente irei ler o quanto antes. Já adicionei a lista.
    Como sempre, arrasando em suas resenhas.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia, mas depois dessa incrivel resenha não posso deixar de ler, mesmo que seja em e-book. Tambem não gosto quando o sobrenome é citado muitas vezes, mas se a história me prender eu nem darei bola para isso.

    ResponderExcluir
  9. Eu li esse livro, confesso que fiquei semanas com a história na minha cabeça, além de atormentar a Jéssica e meus colegas professores de história e geografia, na época não podia divulgar o livro em si, mas já mandei o link do wattpad para eles. Quem quiser sair do lugar comum, quem quiser uma história que lhe faça repensar seu lugar no mundo e o que é um mundo ideal....essa é a leitura!
    Ana R Prieto

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz