2


Resenha: 14 Dias - Barbara Biazioli

Edição: 2
Editora:  Bezz
Autor: Barbara Biazioli
ISBN: 9788568695074
Ano: 2015
Páginas: 130
Adicione ao Skoob

Sinopse:
Caroline de Francis trabalha num porão.A arquivista da empresa de segurança tecnológica ARTAME, que sonha em terminar a faculdade de Engenharia de Produtos e fugir daquelas caixas empoeiradas, mantém os pés no chão 24h do dia. Nada de sonhos mirabolantes, afinal, a vida nunca foi fácil para ela.Até que numa noite de hora extra, a fantasia invade sua vida na forma de Príncipe Encantado e Fada Madrinha...Pedro Villas Boas, dono da ARTAME, tinha tudo que o dinheiro pode comprar: uma bela cobertura, viagens de helicóptero pela cidade, carros importados... e uma esposa à vista em menos de um mês. Só não tinha paz. Paz esta que ele encontra observando sua arquivista através das telas de vigilância.Num impulso inédito em sua vida, Pedro invade o mundo de Carol e lhe propõe um acordo. Um acordo com benefícios explícitos. Um acordo que durará 14 dias...
Resenha: 
'' Eu trabalho num porão.Pode parecer estranho, mas existe um mundo subterrâneo, vida no subsolo, onde ás vezes é bom estar longe do mundo.Mas a verdade é que o mundo acaba esquecendo de você.''
Hoje vamos falar sobre o primeiro livro que tive o prazer de ler da nossa editora parceira, a Bezz.

14 Dias é um livro que ao contrario do tenho pegado ultimamente, ganha o leitor pela sinopse e não pela capa. Quem lê a sinopse já logo imagina um Cinquenta Tons de Cinza “abrasileirado” e com mais conteúdo. Sim e não! Essas são as respostas que tenho para dar sobre as questões acima. Sim, a trama é bem parecida com cinquenta tons, Pedro Villas Boas e Christian Grey são farinha do mesmo saco. Existe diálogos e situações em que você até mesmo esquece que é 14 dias e não Cinquenta Tons.  Mas Gessica, isso é bom ou ruim? Ruim, definitivamente ruim!! Primeiro, pois a autora peca no quesito originalidade, mas eu, como uma boa fã de erótico, não me importaria com a semelhança se ela tivesse criado uma trama com conteúdo. E foi isso que me incomodou.

14 Dias nos conta a historia de Caroline de Francis, uma garota órfã que trabalha como arquivistas em uma conceituada empresa. Os arquivos ficam no subsolo da empresa e ela quase não vê a luz do dia, só poeira e infinitas caixas repletas de papeladas que ela não tem o minimo interesse. Totalmente entediante e cansativo.
Mas, certo dia, ao ser obrigada a ficar até tarde trabalhando, ela é surpreendida por Pedro Villas Boas, o dono da empresa, que vai até o seu arquivo ajuda-la. 
Após carregar diversas caixas e pouca conversa, ele oferece uma carona para Caroline. Quando chegam ao apartamento dela é que as coisas mudam de figura. O mítico Pedro Villas Boas, invade a casa de Caroline e a surpreende com beijos ardentes e um sexo fantástico no sofá da sala.
Só que Pedro está para se casar em 14 Dias, e faz a Caroline uma proposta indecorosa: Ser sua namorada por 14 dias, enquanto a noiva dele esta viajando.

A primeira vista a trama parece super diferenciada e inovadora, mas quando você começa a ler percebe que a realidade é bem diferente. Depois que Caroline recebe a proposta, que é logo no inicio, o livro cai em uma mesmice, resumindo-se apenas a cenas de sexo. De 130 paginas, pelo menos umas 90 é usada para descrever as inúmeras transas do casal de protagonistas, tornando a leitura enfadonha e pouco fluida. Confesso que em algumas vezes me deu vontade de apelar para leitura dinâmica para saber se realmente valia a pena continuar.

Outro ponto que me incomodou bastante foi a construção dos personagens, totalmente irreais e rasos, que apesar de ser mencionada  a bagagem emocional de ambos, não é trabalhada.
Pedro é o mais risível. O fato é que ele vigia Caroline desde sua contratação na empresa, três anos antes, pelas câmeras de segurança e só 14 dias antes do casamento é que ele tem coragem de chegar perto da Arquivista da SUA empresa. Sem contar que quando acontece, ele simplesmente propõe sexo casual. Só uma despedida de solteiro prolongada, sabe, nada de traição na cara dura.  E após isso a autora tenta criar uma imagem de homem serio e integro para Pedro. Oi? Serio mesmo? Convenhamos, traidor, dissimulado  e covarde são os adjetivos que eu atribuiria para ele. Mas enfim...
Já Caroline é um personagem contraditório, em algumas momentos ela tem plena consciência de que é sexy e bonita, totalmente confiante e determinada, tanto que topa esse tipo de relacionamento e não acha nenhum pouco bizarro um cara que a vigia durante anos por câmeras de segurança. Mas, em alguns momentos ela mendiga qualquer tipo de migalha de afeto que Pedro pode disponibilizar, aceitando ser reprimida, agredida e até mesmo humilhada em troca disso.Em resumo a relação dos protagonistas é doentia.

O final foi o que mais me agradou, mas mesmo este foi mal trabalhado. Ao meu ver o livro se resume a muito nada, nada que acrescente algum sentimento para ser transferido para o leitor, apenas tédio.  Eu fiquei até o final esperando o embate e a confusão iminente que a traição causaria, mas nada aconteceu... mais um nada pra coleção.

Nem mesmo a escrita da autora me cativou. As cenas de sexo, que são a base do livro, são descritas de forma  detalhada, mas com vocabulário chulo. Os protagonistas se assemelham a animais no cio, sem contar que usam expressões vulgares do inicio ao fim, em todas as cenas. Acredito que a autora tentou usar expressões e palavrões no intuito de aproximar a trama da realidade e assim, o leitor dos personagens, mas foi um tiro no pé, ao meu ver.

A revisão do livro também deixa bastante a desejar, em diversas frases falta concordância verbal, ao ponto de dificultar a compreensão. Mas, a diagramação é bem bonita, com inícios de capítulos elaborados, fonte agradável para leitura e paginas amareladas. A capa é bem simples, mas condiz com a trama.

Enfim,não é um livro de tirar o folego e inspirador, mas, acredito que quem gosta de erótico deve dar uma conferida e tirar suas próprias conclusões.
"Quer desistir?Não, não de você! - ele responde e me deixa com um pensamento bom e ruim ao mesmo tempo, será que ele desistiria dela, da vaca?"
 Sobre o autor:

Barbara Biazioli é empresaria e escritora, residente em Campinas /SP. Ficou famosa com o lançamento da serie contemporânea CLUBE 13 através de uma editora digital, e agora galga um caminho independente. Atualmente ela prepara o relançamento da serie que lhe deu notoriedade, e escreve outros livros.

2 comentários:

  1. Olá, Geeh.
    Ao ler a sinopse e ver a capa, eu já tinha desistido da leitura. Claramente o livro possui uma estrutura batida e clichê. Além disso, ao ler a resenha e perceber que o livro não consegue sair desse lugar comum e ainda tem personagens mal desenvolvidos, desanimei ainda mais.
    Dessa vez, passo a leitura.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de abril. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  2. Oi Geeh.

    Confesso que quando li a sinopse, o livro despertou minha curiosidade.
    Mas conforme fui lendo percebe e iria odiar esse livro, primeiro traição para mim é traição, eu gosto muito de livros hot, acho até legal quando os autores usam um ou dois palavrões durante a leitura, mas usar palavras de baixo calão do começo ao fim não é legal.
    Fica cansativo, acho que faltou originalidade nesse livro.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png