8


Resenha: Intenso - Robin York

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415193
Autor: Robin York
Titulo Original: Harder
Serie: Duologia Caroline e West – Livro 2
Ano: 2016
Páginas: 272
Tradutor: Fernanda Abreu
Adicione ao "Skoob"

Sinopse:
A vida de West Leavitt foi do céu ao inferno em poucos meses. Ele achava que era possível ter um futuro melhor, mas acabou retornando para os dramas diários de sua família. Agora, em meio a uma tragédia, o rapaz não sabe o que fazer para ajudar Frankie, sua irmã caçula. Quando ele está prestes a desmoronar, só uma pessoa lhe vem à mente: a jovem segura e determinada que ele um dia pensou merecer.
Longe dali, Caroline Piasecki sonha mais uma vez com West: a pele contra o seu corpo, o cheiro dele, a mão deslizando pela sua barriga... Mas sonhos são apenas sonhos. Ela sabe que o ex foi embora e não vai voltar. Por mais doloroso que seja, Caroline precisa se esquecer do tempo que passaram juntos. Até que seu celular toca e um West transtornado está do outro lado da linha. Sem pensar duas vezes, Caroline vai ao seu encontro.
Só que muita coisa mudou desde que eles terminaram. West tenta afastar Caroline de sua vida de todas as maneiras. Ao mesmo tempo, o desejo que sentem um pelo outro parece ter ficado até mais forte no período em que estiveram separados. West ainda sente algo por ela, mas não se considera uma boa companhia para ninguém. Caroline quer estar nos braços de West, mas sabe que deve partir para que ele não sofra.
Nesse embate de emoções, eles precisarão encontrar os próprios caminhos e descobrir: por mais intenso que seja o laço que os une, ainda é possível um recomeço?
Este é o segundo, e ultimo, livro da duologia Caroline e West. Para conferir a resenha do livro anterior, "Profundo", é só clicar no titulo.


Resenha:

“Intenso” se inicia basicamente de onde “Profundo” terminou, com a volta de West para a sua cidade natal para cuidar da mãe e da irmã que voltaram a morar com o pai deles, um homem abusivo e viciado.
Ele parte para não mais voltar e deixa claro que não quer que Caroline o espere. Meses se passam e durante uma madrugada qualquer Caroline recebe um ligação de West, pedindo que ela vá ajuda-lo, que precisa dela e que seu pai está morto.
É claro que ela não perde tempo e embarca no primeiro voo que consegue disponível. Mas, quando chega a seu destino, o West que ela encontra é uma pessoa totalmente diferente de quem se despediu meses atras. O menino brincalhão e aparentemente despreocupado deu lugar a um homem amargo e endurecido pela vida.
West agora é um homem com responsabilidades, com o futuro da irmã em seus ombros e uma mãe completamente desolada com a morte do seu grande amor e também o seu algoz por tanto tempo. Ele não tem mais tempo para faculdade e trabalha todas as horas possíveis para conseguir dar a irmã mais nova o que ele mesmo não teve. Foi em um momento de fraqueza que ele ligou para Caroline, já que ao mesmo tempo em que precisa dela desesperadamente, ele também esta convicto de que não pode arrasta-la para o caos que é a sua vida.
"Mas por que eu deveria me importar com o que ele vai dizer a seguir? Porque às vezes a razão não está no comando. Ele me deixou. Ele me magoou. Sei disso. Mas ainda estou ali, segurando o telefone, e sei que entrarei em um avião em poucas horas."
Como vocês devem ter percebido, o segundo livro é focada em West, e perdemos quase que completamente a questão inicial, o assunto polemico da vingança porno. Mas, continuamos no meio de assuntos polêmicos, já que vamos conhecer afundo a família desfuncional de West e o relacionamento abusivo e doentio entre seus pais.
O primeiro livro me cativou, apesar de alguns pontos não terem me agradado completamente. Mas, o segundo foi completamente enfadonho. Ok, não é um romance comum, temos dramas e uma bagagem emocional imensamente grande, mas ao mesmo tempo, West se tornou sombrio demais e talvez até um pouco cretino, e Caroline desenvolveu uma relação de dependência com ele, que chega a ser humilhante para ela em alguns momentos.
A historia de West é terrível, como sabemos desde o inicio, mas durante o primeiro livro ele sempre foi aquele simbolo de superação, que mesmo com o peso do mundo nos ombros, estava com um sorriso no rosto e disposto a ajudar os amigos. Em “Intenso” não, ele se torna um cretino, egoísta que acredita que é o único a sofrer. Então, esse é o primeiro choque.
Já Caroline, que inicialmente se mostra uma mulher forte e decidida apesar dos pesares, aqui vai regredir para apenas uma sombra, rastejando por West e passando por situações absurdas, que vão te fazer odiar West, mas principalmente ela, por ser tão passiva, fraca e obcecada.
Ouso dizer que a relação dos dois fica tão doentia quanto a dos pais dele,  uma relação de dependente, doentia e disfuncional onde um se acha no direito de tratar o outro como um objeto, como um lixo a ser varrido para fora.
Sinceramente, eu praticamente não reconheci os personagens, eles sofreram uma transformação de um livro para o outro, nada agradável por sinal, que eu cheguei a me questionar se estava lendo a sequencia mesmo.
Mas um ponto positivo é o acréscimo de alguns personagens, como a irmã de West e também o destaque de alguns que ficaram em segundo plano no primeiro livro. Isto, somado a escrita simples da autora, é a única coisa que te faz continuar.

E por fim, quando volta a tona o questão das fotos de Caroline, já que somos abrigados a passar por diversas paginas de nada, uma baita provação, que só a vontade de saber o final é que te prende, temos mais uma decepção. A autora dá apenas algumas pinceladas sobre o assunto, deixando tudo inconclusivo e abstrato, e mantendo o foco no romance novamente.
Enfim, é um livro romântico e dramático, que vai agradável bastante ao pessoal que curte o gênero. Eu, particularmente, gostaria de não ter me arriscado, ter ficado apenas com o final triste, mas de qualidade.

Sobre o livro físico, como sempre, está maravilhoso. A capa, já mencionada na resenha anterior, é um padrão que eu nunca tinha visto antes, capas que se completam, totalmente inovador. A diagramação é simples, mas de qualidade, com paginas amareladas e uma fonte agradável para leitura.
“Se você me pedisse para ficar um tempo fora da faculdade, para eu me mudar para cá, ajudar a sua irmã a entrar nos eixos, eu teria feito. Por você. Se me dissesse que queria que eu a criasse, diria que sim, claro, mesmo sendo assustador. Por você, eu faria isso. Tudo o que eu disse para você foi sim, e eu ia continuar dizendo sim, porque você valia a pena. A forma como você fazia eu me sentir. A sua cabeça, o seu coração e você. Tudo em relação a estar com você valia a pena.”
Sobre o autor:

Robin York foi criada numa universidade, depois fez faculdade, inscreveu-se num segundo curso superior e então se casou com um professor universitário. Ainda não sabe ao certo por que não lhe ocorreu escrever para jovens adultos antes.
Sob o pseudônimo Ruthie Knox, é autora best-seller do The New York Times e foi indicada ao prêmio RITA.

8 comentários:

  1. Não li por motivos de spoilers.

    Porém confesso que este gênero dificilmente me agrada.

    ResponderExcluir
  2. Não gostei muito do enrendo e como se desenrola, acho que poderia fugir do clichê pois existe muitos livros assim. Faltou um pouco mais de criatividade ^^
    ótima resenha =)

    ResponderExcluir
  3. Olá, Geeh.
    Uma pena que a sequência tenha falhado, seja na evolução dos personagens (tendo deixado irreconhecíveis), seja na construção do fim. Talvez o desejo de apostar mais no romance, o que vende bastante, tenha atrapalhado a qualidade da obra.
    Ótima resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de julho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  4. Oi, flor!
    Não li essa duologia ainda, mas tenho até certo interesse nela. Isso porque o modo como o romance entre o casal começa traz um acontecimento atual: a pornografia de vingança. Enfim, deixando isso de lado, gostei de saber que esse segundo volume mantém a intensidade do primeiro, deixando o leitor com raiva e ainda torcendo pelo casal. Ao mesmo tempo, não é um bom momento para essa leitura. Eu estou numa fase chata de não aguentar “mimimi” dos personagens. Sabe? kkkk acho que detesto mimimi de casal, mesmo que sejam literários

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Não acompanho essa série, porque não sou muito chegada a esse estilo de leitura. Acredito que tenha um bom enredo para quem curte esse gênero, mas deixo passar a dica, pois realmente a premissa não me atrai. Muito boa sua resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Que desagradável quando isso acontece, é difícil acreditar que um autor possa estragar o livro assim, mas acontece. Embora não li o primeiro, mas acredito que era bom e quando sai o segundo deixa a desejar, não sei porque essas mudanças bruscas nos personagens ao invés de evoluírem, regrediram, que pena.

    ResponderExcluir
  7. eu tô lendo muita resenha negativa em relação a esse segundo livro
    todo mundo tá reclamando que acabou falhando. como eu não li o primeiro (e nem pretendo ler) eu não posso dizer nada
    mas mesmo assim eu fico chateada pelos leitores isso é muito triste

    ResponderExcluir
  8. Eita, até hoje não consegui ler o primeiro e meio que caiu na lista de desistências. Ainda queria ver como é, mas se vai dar pra ler...vishi.
    Esse pareceu ser melhor que o primeiro pra mim, acho que a história dá uma amenizada naquele tema e pelo foco dele deve ser mais interessante. Talvez..
    Mas só lendo pra ver o que acho mesmo. Pode ser bom, pode ser ruim...

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png