6


Resenha: Asylum (Asylum #1) - Madeleine Roux


Edição: 1
Editora: V&R Editoras
ISBN: 9788576837442
Ano: 2014
Páginas: 336
Tradutor: Alexandre Boide

Sinopse: Para Dan Crawford, 16 anos, o New Hampshire College Prep é mais do que um programa de verão – é uma tábua de salvação. Um pária em sua escola, Dan está animado para finalmente fazer alguns amigos em seu último verão antes da faculdade. Mas, quando ele chega no programa, Dan descobre que seu dormitório para o verão costumava ser um sanatório, mais comumente conhecido como um asilo. E não apenas qualquer asilo — um último recurso para criminosos insanos.
À medida que Dan e seus novos amigos, Abby e Jordan, exploram os recantos escondidos de sua casa de verão assustadora, eles logo descobrem que não é coincidência que os três acabaram ali. Porque o asilo é a chave para um passado terrível. E existem alguns segredos que se recusam a ficar enterrados.


"Asylum" estava na minha estante ha um bom tempo. Amo essa capa e queria muito saber se a história era tão aterrorizante quanto ela. Acabei pedindo para minha cunhada ler primeiro porque, como vocês sabem, sou medrosa pra caramba - apesar de amar livros e filmes de terror. Depois de ouvir dela que o enredo não era tão pesado, coloquei o livro no Desafio de Leitura do mês passado. Como ele ganhou a votação, vou contar para vocês o que achei:
"A loucura é algo relativo. Depende muito do lado da grade em que  pessoa está."
Aqui, vamos conhecer Daniel Crawford, um jovem de 16 anos que acaba de chegar a New Hampshire para participar de um programa de verão. Dan é fascinado por psicologia, quer se dar bem nesse curso para poder, quem sabe, fazer faculdade na área que tanto gosta. Mas assim que chega ao seu dormitório - um prédio histórico onde costumava ser um sanatório que recebia, em sua maioria, criminosos - coisas estranhas começam a acontecer, e junto com seus amigos, Abby e Jordan, Dan vai se envolver em uma história macabra e sinistra que poderá por a prova sua sanidade mental.
Confesso que a capa me deixou com mais medo que a história em si. Dan é um rapaz corajoso, que está acostumado a viver sozinho. Durante muito tempo, Dan foi passando de lar adotivo em lar adotivo até finalmente, conhecer seus pais atuais. Quando chega para o curso de verão, Dan quer fazer amizades duradouras, encontrar pessoas que sejam legais com ele e quem sabe, se apaixonar. Mas mal sabe ele que uma força maior espreita pelos corredores de Brookline, e ninguém está a salvo dessa força.
"Dan permitiu que sua mãe refutasse tudo como uma mera coincidência, mas no fundo sabia que nada do que estava acontecendo naquele verão era fruto do acaso. Estar no Brookline era seu destino, assim como solucionar o mistério que cercava as vidas do diretor, de Lucy e do Escultor."
Juro que eu esperava algo mais adulto. Não fazia ideia que os personagens eram tão novos, mas isso não chegou a me incomodar de fato. A escrita da autora é gostosa, coesa e arrepiante, sem muitas descrições, revelando somente o básico para continuarmos entretidos na história. Dan é um personagem complexo, possui algumas anomalias que ainda não nos foram explicadas e estou doida para descobrir mais. Abby e Jordan são legais, trazem uma carga emocional variável para a trama e tira um pouco o foco de Dan, o que nos ajuda a conhecer mais da personalidade deles e ter uma ideia do que esperar nos próximos livros.
A narrativa é em terceira pessoa, e acompanha Dan em suas descobertas. Gosto mais quando a narrativa abrange todos os personagens e nos dá vários ângulos do que está acontecendo, mas nesse livro, o suspense faz parte do pacote, então, acostume-se a saber pouco.
Como é o primeiro livro de uma série, descobrimos a história de Brookline junto com Dan. Não é nos dado muitas respostas e, apesar do final aparentemente com um ponto final, ficamos apreensivos para saber o que nos aguarda no próximo volume.
"Sua memória nunca foi confiável... Mas como ele poderia contar a seus pais que o problema havia piorado terrivelmente em questão de poucas semanas? Que talvez ele não fosse tão bem-intencionado assim?"
A capa como eu disse, é linda e macabra. Possui uma metalização que chama a atenção e me apavora! rsrsrsrsrs
Por dentro, encontramos um livro muito bem feito, com fotomontagens criadas com base em imagens de manicômios reais, o que nos leva a pensar muito a respeito de como eram feito os tratamentos com doentes mentais ha muito tempo atrás.
Os capítulos são numerados, sem títulos, o que nos deixa mais curiosos para saber o que está por vir. A autora também usa aqueles ganchos nos finais dos capítulos que não nos deixa parar de ler até, finalmente, ter chegado a uma conclusão. Diagramação simples, com folhas amarelas e letras em tamanho confortável para a leitura, finalizam essa obra maravilhosa.
Do mais, não tenho o que reclamar da obra. Gostei muito de conhecer essa história e fiquei muito apreensiva durante boa parte do livro. Não vou dizer que cheguei a sentir medo, mas um friozinho na barriga? Senti sim. Recomendo a obra para todos que gostam do gênero e claro, cuidado ao entrar em Brookline... você pode não conseguir escapar.


Avaliação:


Sobre a autora:





Madeleine Roux recebeu seu BA em Escrita Criativa do Beloit College, em 2008. Na primavera de 2009, Madeleine completou um termo de honra em Beloit College, propondo, escrita e apresentação de um longa-metragem de ficção histórica. Pouco depois, ela começou um blog de ficção experimental Allison Hewitt Is Trapped, que rapidamente se espalhou por toda a blogosfera, trazendo uma experiência exclusiva de ficção para os leitores. Nascida em Minnesota, ela agora vive e trabalha em Louisiana.







6 comentários:

  1. Oi Ana.
    Comprei esse livro pra dar de presente pro meu cunhado e quando ele chegou, relutei em me desgrudar dele rsrsrs
    A capa e a diagramação do livro estão incríveis e o enredo me deixou bastante curiosa pra saber o quanto de terror haveria em suas páginas. Vou pegar o livro emprestado e já me preparar pra comprar um pra mim e os demais livros da série.

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler este livro porque amei a capa e a história.

    Fiquei muito feliz em saber que o personagem quer fazer psicologia, já que é o curso que eu faço. Porém, eu fiquei com um pouco de receio porque vi um pessoal falando que o livro não dá medo.

    ResponderExcluir
  3. Tenho interesse em ler esse livro. Achei que seria aquelas historias assustadoras, mas quem sabe essa força maior causa alguns arrepios. Acho que a autora deixou o leitor saber pouco para aguçar a curiosidade para os próximos volumes rs.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ana.
    Apesar da construção mais juvenil dos personagens, o livro me chama a atenção. Esse lado bem trabalhado da edição dá um charme a mais, sem falar que a premissa também é muito boa.
    O livro não parece dar medo de verdade, mas ainda assim parece bom.
    Darei uma chance.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Estou ansiosa para ler essa série! As capas são lindas e apavorantes. Ainda não comprei nenhum dos livros, mas quero muito. Desde que começou a divulgação dos livros, fiquei muito curiosa e sempre que leio resenhas, mais animada para ler , eu fico! Ótima resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Faz muito tempo que estou ansiosa para ler essa série, e obrigado por postar a resenha, me ajudou muito a entender mais a trama e perdi até o medo kkkk
    Deu pra ver que tem bastante mistérios, mas é leve e da pra ler tranquilo.
    Ainda bem! Assim que der, lerei.
    Mas que a capa dá medo, isso dá! kkkkk
    bjss

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png