6


Resenha: Diários de Extermínio: A Guardiã (Diários de Extermínio #1) - B. R. Peruzzo


Edição: 1
Editora: Arwen
ISBN: 9788568255285
Ano: 2016
Páginas: 212
Compre: Arwen Store

E-book cedido em parceria com a editora
Sinopse: DESCUBRA, SOBREVIVA E DESEJE. O crepúsculo de todas as batalhas se dá nos momentos mais tenebrosos que existem. Assim como as noites mais obscuras, o mundo é um lugar sombrio, cheio de segredos. Quando o universo estava afundando em seu momento de maior lástima, os Guardiões surgiram para trazer o alvorecer, a luz e a paz de volta ao universo, ao nosso mundo e à Terra. Meu planeta natal, Zodark, foi destruído pela ganância de meu povo, e a Terra está prestes a ser destruída também, pelo mesmo motivo. Mas eu não permitirei. Meu nome é Lilian Moore, eu sou uma Guardiã, a que salvará a Terra e Zodark. Pelo menos é isso que eu espero! A Guardiã traz uma história épica, cheia de ação, aventura e ficção. Uma distopia feita para agradar a todos os públicos.
Siga o Autor nas Redes Sociais:
facebook.com/escritorbrperuzzo
twitter.com/brperuzzo
brperuzzo.blogspot.com
Adquira o livro em: http://goo.gl/emCt37
Não conhece a história? Leia os primeiros capítulos no Isuu (http://goo.gl/f0DyPx) ou no Wattpad (https://goo.gl/20afzY) ou veja outros conteúdos na página.




Após um trágico acidente que a deixou órfã, Lilian ainda criança é acolhida em um orfanato por não possuir parentes, ela passa sua infância e adolescência na instituição. Assim que completa 18 anos ela parte para uma nova fase de sua vida: realizar seu sonho de morar no Rio de Janeiro e cursar a faculdade de astronomia. Seu pai possuía uma pequena empresa, a qual foi decretada a venda e o dinheiro depositado em uma conta que Lilian só teria acesso ao completar maioridade. Com suas bagagens e seu bem mais precioso, - uma carta de sua mãe que só poderia ser aberta se por acaso ela duvidasse do que era real - Lilian deixa as lembranças dolorosas para trás, despede-se de todos no orfanato e no restaurante onde frequentava e parte para a cidade maravilhosa.
“As portas para a liberdade encontravam-se no final do corredor. Eu sabia que cada passo dado era um passo para uma vida nova, mesmo não fazendo ideia do que aquilo realmente queria dizer no meu caso.”
O que Lilian não esperava logo após chegar à cidade, matricular-se na faculdade e frequentar as aulas era conhecer Douglas que em pouco tempo tornou-se seu melhor amigo, só para descobrir que seu amigo na verdade é uma mulher com poderes de metamorfose que estava ali para levá-la e fazer com que ela se lembre de seu passado. Lilian é uma extraterrestre com poderes assim como os outros guardiões. Em sua mente as memórias vão voltando em flashes: ela em Zodark um planeta assolado por guerras que resultou em sua destruição; em uma nave fugindo com seus amigos e Richard seu amigo inseparável por quem nutri um carinho enorme que futuramente seria algo mais. 
Com o seu planeta em frangalhos alguns Zordaquianos veem na Terra um refúgio perfeito e com esse intuito estabelecem que a terra seja invadida e dominada. Vendo uma possível ameaça contra a Terra, Lilian e os outros guardiões terão que defender o planeta.
“Meu lado racional recusava-se a acreditar naquilo tudo, mas algum outro lado meu que não sei dizer qual, sentia uma pontada de dúvida. Talvez seja mais justo dizer que, no fundo eu acreditava, mas me recusava a aceitar também."
A história nos é apresentada em forma de diário onde a personagem principal Lilian Moore, uma jovem corajosa, inteligente entre outras qualidades conta os relatos acontecidos de sua vida. Os personagens ao meu ver foram bem construídos e são muito divertidos. Com uma pegada de super-heróis cada sujeito tem um tipo de poder (lembrei dos meu gibis de super-heróis da infância). Mesmo com vários personagens interagindo, o autor consegue detalhá-los bem e também com direito a um quartel general, se podemos nomeá-lo assim, e um tipo avançado de tecnologia desconhecida na Terra.
“Eu estava somente com uma frase em mente, a frase mais assustadora que já ouvi: “Nós estamos no controle. O planeta Terra é nosso”. Quando pensava naquilo, calafrios percorriam minha espinha.”
A leitura é rápida e tem ação, romance e é bem divertida. Consegue te prender do início ao fim. Gostei da capa, achei linda. Encontrei alguns erros gramaticais, porém tornam-se relevantes sendo que não interfere na leitura. A história como um todo me surpreendeu achei que seria chato mas estou aqui com um nível de desespero 9 na escala Richter pelo segundo diário. Recomendo e boa leitura.










Avaliação:


Sobre o autor:




B. R. Peruzzo tem uma paixão gigantesca pela leitura e pela escrita e mora na cidade de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. Como fonte de escape para todos os seus problemas, a escrita se tornou a forma dele expressar todos seus sentimentos no papel, permitindo-o criar universos inteiros sem sair de casa. Seu principal pensamento é que ele não cria histórias apenas para serem lidas, mas também para serem vividas, e ele quer que outras pessoas as vivam também. A Guardiã é o primeiro livro de sua saga intitulada Diários de Extermínio.






6 comentários:

  1. Nossa não imaginei que o livro iria se tratar de extraterrestres, fiquei muito surpresa lendo a resenha, o que me deixou bem curiosa quanto a obra.

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Não conhecia o livro, mas já fiquei interessada. Gostei muito da sua resenha e me deixou bem curiosa para saber mais do desenvolvimento do enredo. Gosto desse gênero e a trama tem tudo para envolver o leitor. Ótima dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oláaaa!
    Quando comecei a ler a resenha, imaginei que se trataria de um romancezinho clichê ou algo do tipo... Não podia estar mais enganada!
    Gostei bastante do enredo do livro e fiquei mega curiosa pra lê-lo. Adoro fantasias e esta envolve um ser que não vemos tão facilmente em livros: extraterrestres.

    Confissões de uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  4. Fiquei surpresa quando li a resenha, imaginei outro tipo de historia, nem sei porque rs. Parece ser interessante, fiquei curiosa com o fato de Lilian não se lembrar do passado, o que estaria por trás desse esquecimento ou se fizeram algo para que ela não lembrasse, já fiquei me questionando rs.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Cinthia.
    Gostei da premissa da obra e mais ainda desses personagens interessantes. Adoro quando os protagonistas são bem desenvolvidos.
    Ademais, curto narrativas no estilo diário.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    ResponderExcluir
  6. A premissa é bacana, gostei muito, os livros que li sobre extreterrestres gostei de todos!
    Só não sei se eu iria gostar por ser narrado em forma de diário, coisa que não gosto muito.
    bjs

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png