23 agosto 2016

Resenha: A Perversa - Tarryn Fisher

Edição: 1
Editora: Faro Editorial
Autor: Tarryn Fisher
Serie: Amor e Mentiras - Livro 2
Titulo original: Dirty Red
ISBN: 978856240965-3
Ano: 2016
Páginas: 256
Tradutor: Chico Lopes

Sinopse:
Leah Smith finalmente vive um momento muito especial. Conquistou aquele que considera o “homem da sua vida”, mas não está completamente feliz.
Leah se sente insegura, como se fosse sempre a segunda opção e sua vida atual, como um castelo de cartas, pudesse desabar a qualquer momento...
E, mais do que sentir, ela sabe que Caleb nunca a olhou com aquele brilho especial que dirigia a Olivia. Então, se por um lado se sente vitoriosa, por outro, percebe quanto é desgastante e trabalhoso manter a sua conquista.
Agora, oficialmente casada com Caleb, ela vai até as últimas consequências para manter unidos os pedaços de uma vida construída por segredos, mentiras e trapaças. E, quem sabe, amor.
Mas não é assim que devemos fazer para lutar por quem amamos?

"A Perversa" é o segundo livro da trilogia "Amor e Mentiras" publicado pela editora Faro Editorial e precedido por "A Oportunista". Para conferir a resenha do livro anterior é só clicar no título.

Resenha:


Primeiramente: QUE LIVRO MARAVILHOSO!! Segundamente: Leah sua, Bitch, te amo!!!
Eu não estou sabendo lidar com tantos sentimento que essa leitura me trouxe. É serio! Quando virei a ultima pagina do livro meu primeiro pensamento foi :  OMG!! (para não usar o palavrão que eu realmente pronunciei)
A trama do livro é tão densa, tão extremamente repleta de emoção que é impossível não se envolver.
Quem leu o livro anterior sabe como termina para Olivia, e também tem uma ideia de qual o rumo a vida de Leah e Caleb vai tomar, com toda aquela historia de planejamento de gravidez.
E realmente acontece, já vou avisando. “A Perversa” inicia com Leah Smith, agora Leah Drake, dando a luz a sua primeira filha.
Mas, o que acontece a partir daí é a questão central da trama deste volume. Leah engravidou para segurar Caleb. Ela acreditou que um filho era a salvação de seu casamento, que com uma criança em jogo, Caleb nunca a abandonaria e voltaria para Olivia. Só que Leah não pensou nas consequências de trazer uma criança ao mundo, principalmente para ela mesma. Ou seja, ela não esta nem um pouco preparada para abrir mão de sí mesma em prol de outra pessoa. Ela também não esta sabendo lidar com o amor de Caleb pela filha. Para ela, a criança se tornou mais uma concorrente, alguém com quem vai precisar dividir o marido.

E em meio a esse furacão ruivo que é Leah e esses sentimentos conflitantes, temos o próprio Caleb, um homem centrado e dedicado a família, apesar do amor incondicional que nutre pela ex. Ela cai de amores pela filha assim que coloca os olhos na pequena, despertando o ciumes de Leah, que começa a competir com a criança. E são essas atitudes que fazem com que o casamento dos dois comece a degringola. Mas como sempre, Leah tem uma carta na manga e uma artimanha para tentar manter Caleb ligado a ela.
"Eu queria ... eu queria o que Olivia tivera e jogara fora - alguém que me adorasse, mesmo que minhas entranhas se enroscasse e dessem botes como uma cobra venenosa. Não! Eu não sou a cobra venenosa. Olivia que é. Tudo o que tive que fazer foi culpa dela. Eu sou inocente."
Como deu para perceber, Leah e Olivia são inimigas declarada. Ambas nutrem sentimentos pelo mesmo homem, e fazem tudo, inclusive mentir, manipular e atacar com todas as armas possíveis, para o ter. No livro passado, descobrimos como foi o passado de Olivia e Caleb, um amor que vem desde os tempos de faculdade, um relacionamento conturbado que já enfrentou mentiras e manipulações de ambos os lados. Olivia se mostrou um pessoa fria e calculista, uma oportunista de marca maior e ao fim do livro, quem levou a melhor foi Leah, que acabou casando e engravidando de Caleb.
Mas a coisa não acabou por ai. Em “A Perversa” quem vai contar a historia é Leah, e vamos descobrir um pouco mais sobre a odiosa ruiva e foi neste momento que veia a maior surpresa do livro: Leah é de longe o melhor personagem da trama, sem sombra de duvida.  Ela possui uma bagagem emocional tão intensa e tão profunda que comove o leitor, apesar de todas as atitudes odiáveis.
Leah é má por natureza, uma pessoa que foi moldada pelo mundo a ferro e fogo.  Ela nunca soube o que é o amor de verdade, aquela sentimento incondicional e bonito, nem mesmo dos pais. Como filha adotada, ela sempre viveu a sombra da irmã mais nova, e legitima, com uma mãe fria e insensível e um pai que nunca lhe dirigia a palavra e acabou sendo criada pela empregada.
Ela sofreu bullyng na escola por ser gordinha e não seguir os padrões. Com isso, assim que se tornou adolescente, ela resolveu dar o troco e usar o seu charme e beleza para conquistar tudo e todos. Mas, apesar de exterior confiante e das atitudes arrogantes, Leah não tem um pingo de amor próprio e sempre viveu de migalhas, migalhas de atenção, afeto e até mesmo de amor, principalmente dos pais, por quem ela faz tudo para agradar.
Então, quando ela conhece Caleb, um homem com o coração partido e quebrado para o amor, ela resolve investir, afinal ele é rico, bonito e adorado por seus pais.

Como deu para perceber, Leah não conhece o amor, fica extremamente claro. Então, como alguém que não sabe como é esse sentimento pode senti-lo ? ou transmiti-lo? É esse o ponto que eu quero chegar. Leah, é egoísta, má e insensível sim, mas porque ela é uma pessoa vazia e carente. Ela é tão odiosa que despertar pena. E ao contrario de todo mundo, e me vi sentindo empatia por ela. Podem me julgar. Ela é auto-destrutiva, ela não sabe amar, o único sentimento que ela conhece é o de posse e a extrema vontade de agradar faz com que ela não se permita ser quem realmente é.
E então nasce sua filha e ela não tem a minima ideia do que fazer. Ela não foi moldada para o amor. Então, o primeiro instinto dela é renegar a criança. Dar o que sempre recebeu, ou seja: nada.

Caleb, o pivô da trama, também foi um personagem bastante impactante. Em “A oportunista” ele nos parece o mocinho, o pobre coitado que é manipulado pelas duas loucas raivosas. Mas então, aqui vamos ter um novo lado dele e com certeza não é o de herói. Talvez ele seja até pior que elas, pois é do tipo que “come pelas beiradas”. Eu me vi torcendo para que Leah e Olivia se tornassem amigas e destruíssem ele. Pedacinho por pedacinho.

No primeiro livro da trilogia eu não me senti completamente envolvida, apesar de ter amado a leitura. Olivia me pareceu o tipo de personagem clássico e apelativo. Mas então veio a voz de Leah, um personagem que já tinha me deixado intrigada desde suas pequenas aparições no livro anterior, e me peguei devorando o livro. Eu simplesmente amei a leitura.
"Vasculho por entre as outras bombas emocionais que posso jogar sobre ele. Contei tantas mentiras que tenho um balcão inteiro de escuridões para escolher. Arranco a pior de todas e esfrego o queixo em meu ombro. Esta vai feri-lo, na certa, mais profundo do que qualquer  coisa que eu possa dizer sobre Olivia. Preparar... disparar."
E como eu falei na outra resenha, esse é um livro que deveria ser clichê, o tipico triangulo amoroso. Mas, estamos em outro nível aqui, Tarryn Fisher nos trás um triangulo amoroso que não é só um romance meloso, e sim extremamente perigoso e adulto. Os personagem jogam com todas as suas armas e isso inclui manipulações de sentimentos e sexo. É um choque de realidade que a gente não está preparado. Não existe mocinhos aqui, ninguém é inocente o suficiente para exercer essa função, e ninguém é somente malvado ao ponto de ser o vilão.

E o autora para nos deixar de queixo caído com os finais. Quando você acha que a coisa vai se resolver, ela joga uma bomba no colo do leitor, sem dó nem piedade. Sem contar que a forma com que ela conduz a narrativa da trama é maravilhosa, nos prende do inicio ao fim, cada pagina é uma nova reviravolta que te deixa com o coração na mão. A escrita da autora é simples e fluida, e a narrativa intercala entre presente e passado, sempre em primeira pessoa, nos mostrando como o casal de protagonista se conheceu e também nos atualizando sobre os seus dias atuais. Mas tudo pelo ponto de vista de Leah.

O livro físico também é maravilhoso, uma obra prima. A modelo da capa condiz exatamente com as descrições de Leah, a diagramação também é muito bonita e de qualidade, com uma revisão impecável, fonte agradável para leitura e paginas grossas e amareladas.

Sem contar, é claro, que o comentário na orelha da capa É NOSSO!! Siiim, isso mesmo, o comentário sobre a trilogia na orelha da frente é do Livros de Elite!! Nosso nome esta lá, bonitinho, logo abaixo das minhas palavras!! ~GRITANDO DE FELICIDADE~
Eu sei que isso é irrelevante para a resenha, mas precisava dividir isso com vocês!! Hahaha

Enfim, nem preciso dizer que eu super recomendo a leitura né? Só não esquece de pegar um remedinho anti-ansiedade ou uns dois dedos de whisky, pois são tantos sentimentos que são despejados em cima de você, que talvez você precise de um auxilio para digerir.


Segue baixo a sinopse do ultimo livro da trilogia, que vai ser resenhado aqui no blog em breve!!
"Uma série sobre amor muito realista, na qual não existem mocinhos, capaz de surpreender a cada nova página. Caleb Drake nunca esqueceu seu grande amor. Nem depois de se casar com Leah ou mesmo quando Olivia se casou com outro. Num momento em que a vida de todos parece entrar num turbilhão de mudanças, ele sente que precisa tomar uma decisão. Talvez a mais importante da sua vida. Caleb tem algumas certezas, mas, agora, há muito mais em jogo. Qualquer caminho que escolha trará graves consequências. Então ele descobre que, para seguir seus instintos, o preço pode ser insuportavelmente alto."
Sobre o autor:

Tarryn Fisher é autora best seller do The New York Times. Cofundadora do blog de moda e coautora de uma serie com Colleen Hoover. Tarryn vive em Seattle com sua familia. Ela adora dias chuvosos, coca-cola, cafe e uma boa dose de sarcasmo. E acredita que o instagram é o novo facebook.
Tarryn imagina que nasceu uma escritor. Ela dorme pouco, lê muito e tem um mau vício em Starbucks.
"Eu sou uma vilã na vida real, de verdade. Eu bebo quantidades doentias da Starbucks. Na maioria das vezes o meu cabelo cheira a café. Eu nasci na África do Sul , e vivi lá durante a maior parte da minha infância . Eu me mudei para Seattle apenas por causa da chuva. Roma é o meu lugar favorito no mundo até agora, Paris vem em segundo. Eu leio e escrevo mais do que dormo. Quando tinha onze anos, eu escrevi uma novela inteira sobre órfãos fugitivos , usando apenas tinta roxa . Sou viciada em Florence and the Machine e eu viajo para ver shows. Eu amo filmes de terror e girafas . Eu passo muito tempo no Facebook. Nos encontramos lá ? "

7 comentários:

  1. Eu não li nenhum desses livros, porém confesso que não é um livro que me chama a atenção. Mesmo eu vendo comentários positivos.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Geeh.
    Primeiramente, parabéns pelo comentário na orelha. Fiquei muito feliz ao ver. Vocês merecem todo o reconhecimento!
    Quanto ao livro propriamente dito, gostei bastante em relação aos personagens incomuns e por causa da falta de mocinhos. A escrita não é perfeita e não é tão aprofundada, mas dá para envolver.
    De toda forma, o livro merece destaque, principalmente pela autora ter coragem de sair do ponto de conforto.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Estou bastante curiosa pra ler essa série pelo enredo original envolvendo os personagens. A autora foge ao clichê e traz uma obra completamente inovadora e eu adorei isso em sua escrita mesmo sem conhecê-la, hehe.
    A Leah não é uma "mocinha" apenas a espera do seu príncipe encantado, ela luta por aquilo que quer e o fato de não medir esforços pra isso me fez adorá-la, apesar dos seus defeitos aparentes.
    Enfim, é um livro que espero poder conferir em breve.

    Confissões de uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Sempre leio ótimos comentários a respeito dessa série, mas ainda não me decidi por ler. Sua resenha está ótima e muito motivadora, já que você demonstra ter gostado muito da leitura. Se tiver oportunidade, vou ler e me envolver com esses personagens que parecem ser tão cativantes e determinados. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Nossa que livro, parece ser tudo de bom, ainda não li nenhum, mas fiquei interessada. A protagonista parece ter fogo nas ventas kkkk, competir com a própria filha é demais, pelo visto é difícil ter um personagem de bom coração nessa trama, todos parece querer algo não importa o preço.

    ResponderExcluir
  6. Vi a resenha na page da editora e vim correndo ver! Adorei o livro, mas não sei se meu coração aguentaria. bjs

    ResponderExcluir
  7. Amei demais a resenha, me deixou louquíssima de vontade de lê-lo!! kkkkkk
    Aiii quero muito a trilogia.
    Achei a Leah bem doida. O que será que ela fará com a criança hein?
    Mas to curiosa,pois todos os personagens parecem serem bem ruins, cheios de mentiras e enganações, preciso muito saber o que acontecerá!
    E to preocupada com a bebê!! kkkkkkkkkkk
    dois pais brigando + uma quase madrasta doidona também kkk
    bjsss

    ResponderExcluir

Adptação e personalização por QueenG Design

Tema Base por Butlariz