6


Resenha: Juntando os Pedaços - Jennifer Niven


Edição: 1
Editora: Seguinte
ISBN: 9788555340246
Ano: 2016
Páginas: 392
Tradutor: Alessandra Esteche


Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.


Libby é uma garota que em toda sua infância e adolescência conviveu com o bulliyng. Depois da morte de sua mãe ela entra em questionamento sobre tudo em sua vida, atraindo vários distúrbios físicos e psicológico a ponto de ter que ser resgatada de sua casa e levar o título de "a adolescente mais gorda". Mesmo presa em seu quarto ela observa pela janela crianças brincando e se imagina com elas. Após vários tratamentos e depois de perder boa parte do peso, Libby muda de bairro e volta para a escola, lá ela conhece Jack que é um cara legal e esconde um segredo enorme.
“Sento por trinta segundos, curtindo a solidão. Trinta. Vinte e nove. Vinte e oito. Vinte e sete… Vai ser o único momento de paz até eu voltar pra casa. Nesses trinta segundos, penso em tudo que não posso pensar pelas próximas oito horas. É sempre a mesma coisa. Minha cabeça é ferrada…”
Quando era criança, Jack sofreu um acidente onde machucou a cabeça e, possivelmente em decorrência a esse episódio, desenvolveu um distúrbio neurológico chamado “Prosopagnosia”. Isso o impede de reconhecer rostos. O que faz que ele busque meios de identificar as pessoas para que elas não acabem descobrindo. Na escola, tanto Jack quanto Libby, tem que passar por várias provas de fogo para tentarem superar seu maiores receios, é quando o destino faz com que cruzem o caminho um do outro.
Encontramos em um mesmo livro a histórias de duas pessoas em busca de soluções para seus problemas juntos; o livro tbém aborda temas bem conhecidos no nosso meio: bulliyng, igualdade, aceitação entre outros.
“Olho para meu pai agora, e ele olha para mim. — O que foi, Libbs? Quase respondo: É ela. Sempre. É a vulnerabilidade da vida, o fato de que pode mudar num instante, que me deixa ansiosa quando vou dormir e que me faz dizer a mim mesma que preciso respirar quando estou acordada. — Nada.”

O enredo é maravilhoso e bem escrito, mesmo falando sobre uma doença que ao meu ver, é pouco conhecida (pra mim, era desconhecida, não sabia que existia e acabei indo pesquisar).
A narrativa é em primeira pessoa, pelo ponto de vista dos personagens principais. Vamos acompanhando cada um separadamente até que seus caminhos se cruzam.
Eu adorei conhecer essa história e fiquei encantada com a escrita da autora. Libby e Jack são  personagens únicos, cada um com seu carisma e acréscimo emocional para o enredo fluir sem ser cansativo ou dramático demais. 
O livro físico está lindo, diagramação simples mas bem feita, sem erros aparentes. A capa condiz com o enredo apresentado e chama nossa atenção para ler a sinopse. 
Não percam tempo e conheçam essa história linda demais! 
“Estendo o braço e pego sua mão. É macia e quente e cabe perfeitamente na minha e, para ser sincero, eu não estava esperando nada, mas de repente meu corpo inteiro fica energizado, como se tivesse sido ligado diretamente no sol.”










Avaliação: 


Sobre a autora: 



É autora de quatro romances para adultos - American Blonde, Becoming Clementine, Velva Jean Learns to Fly e Velva Jean Learns to Drive -, três livros de não ficção - The Ice Master, Ada Blackjack e The Aqua Net Diaries - um livro de memórias sobre suas experiências no ensino médio. Apesar de ter sido criada em Indiana, hoje vive com o noivo e três gatos em Los Angeles, seu lugar preferido para andanças. Seu sucesso recente é o livro YA Por Lugares Incríveis, publicado pela Companhia das Letras, pelo selo da Seguinte. Ele terá sua adaptação para o cinema a partir de março/2016 e será lançado em 2017. Em 2016, a autora também lança seu segundo livro YA. Para mais informações, acesse o site oficial, ou encontre-a no Facebook.




6 comentários:

  1. Cinthia!
    Quero muito ler esse livro.
    Não conhecia sobre a doença dele e deve ser bem complicado. Li em algum lugar que o Brad Pitt tem essa doença, será?
    Quero muito acompanhar esse romance.
    “O saber é saber que nada se sabe. Este é a definição do verdadeiro conhecimento.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Cinthia.
    O tema do livro é meio batido, mas aparentemente foi tratado de uma forma diferenciada, o que me agrada. Ademais, vai ser interessante acompanhar a saga do Brad, já que não conhecia esse distúrbio.
    Ótima dica.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores, dividindo um vale compras e dois livros.

    ResponderExcluir
  3. Cinthia, esse livro me lembrou "Eleanor e Park", e eu me emocionei com a história desses dois e com certeza nesse livro não seria diferente. Gosto de livros de gêneros como esse e que envolvem adolescentes, então com certeza o leria. E a forma em que a autora buscou tratar das condições dos personagens de uma forma sensível foi muito legal.

    ResponderExcluir
  4. Já li trocentas resenhas desse livro e cada vez mais quero ele em minhas mãos. Amo livros que retratem coisas da realidade, o que não vejo muito hoje em dia, são sempre os mesmo romances ou distopias, ficção e poica realidade.
    Juntando os Pedaços esta na minha lista de livros preferenciais para comprar e assim que tiver uma graninha irei compra-lo sim!

    ResponderExcluir
  5. a cada resenha que eu leio eu quero mais ler esse livro
    achi interessante retratar o bullying e a Prosopagnosia, sendo que o primeiro é muito comum enquanto o segundo quase ninguém conhece (eu descobri sobre esse problema num capitulo do rizolli and isles
    espero poder ler em breve!

    ResponderExcluir
  6. O livro esta na minha listinha de compras, essa historia deve ser muito comovente e triste, pois as pessoas julgam sem saber o que se passa na vida das pessoas, os dois tem seus problemas e tentam levar a vida assim mesmo, que esforço Jack tem para as pessoas não descobrirem sobre a doença e Libby que dificuldades teve para enfrentar a escola de novo.

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png