3


Resenha: Irmãos de Sangue - Nora Roberts

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416787
Autor: Nora Roberts
Serie: Trilogia A Sina do Sete - Livro 1
Titulo original:Blood Brothers
Ano: 2017
Páginas: 288
Tradutor: Maria Clara de Biase

Sinopse:
A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.
Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.
Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa,
Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.
Em Irmãos de Sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.
Resenha:

No primeiro volume da Trilogia "A Sina do Sete", Nora Roberts nos apresenta três melhores amigos: Caleb, Fox e Gage, que coincidentemente nasceram todos no mesmo dia.
E para comemorar o aniversario de 10 anos do trio, eles partem em uma aventura na floresta, para acampar na temida “Pedra Pagã”. Um lugar que sempre foi alvo das lendas de Hawkins Hollow e terminantemente proibida para os três jovens pelos seus pais.
Neste dia dos três resolvem selar um pacto de amizade entre eles. Um pacto de sangue. Cada qual fazendo um corte em sua palma e juntando os três, em um juramento de amizade eterna com sangue. Mas o que era para ser uma simples brincadeira infantil, se torna o momento mais traumático na vida deles, já que no momento em que o sangue unido dos três toca a pedra pagã, uma energia maligna é liberada da pedra, apavorando os três meninos.
"As nuvens se agitaram, encobrindo a enorme lua e ofuscando o brilho das estrelas. O sangue deles, misturado, pingou e caiu no chão. O vento uivou furioso. As chamas da pequena fogueira se ergueram como uma torre e os três foram arremessados para longe. Houve uma explosão de luz como se as estrelas tivessem se despedaçado."
Mais de vinte anos se passaram desde o malfadado dia do décimo aniversario de Caleb, Fox e Gage. E não existe um dia em que eles não pensem no que aconteceu naquele lugar, não somente por ter sido uma situação traumática para todos. Mas, o que acontece, é que a cada sete anos, durante sete dias, desde aquela noite, Hawkins Hollow é assolada por catástrofes indizíveis. Durante os setes dias, os habitante da cidade perdem o controle de si próprios, fazendo coisas que nunca fariam em dias comuns, como colocar fogo em lugares e matar uns aos outros. Até mesmo os animais são afetados. Quando a semana termina, as pessoas não lembram de nada. É como se acordassem de um transe que dura sete dias. Qualquer pessoa é suscetível, exceto os três rapazes, que tentam de todas as formas colocar um fim no show de horrores que antecedem a data de seus aniversários a cada sete anos.

O ano atual é o que fecha os sete, o que significa que a cidade deve começar a ser atormentada em breve pelo demônio liberado pelos rapazes. E para tentar, mais uma vez, parar a onda de loucura coletiva, Caleb chama para Hawkins Hallow a jornalista Quinn Black, uma especialista em documentar lendas e atividades paranormais, na esperança de dividir o fardo e trazer uma nova perspectiva para a situação.
Mas então Quinn começa a ver e sonhar com o mesmo demônio que assombra os rapazes desde os 10 anos de idade, fazendo-os questionar a ligação da jornalista em tudo isso.
"- Nós nascemos dez anos atrás, na mesma noite, na mesma hora, no mesmo ano. Somos irmãos. Na Pedra Pagã juramos lealdade, verdade e fraternidade. Misturamos aqui nosso sangue."
Eu tenho um grave problema com a escrita de Nora Roberts, quase nunca consigo “entrar” no enredo como deveria.  Os detalhes em excesso tornam a trama cansativa. E tanta  enrolação até que tudo chegue realmente as vias de fato, que quando realmente chega, o leitor já está de saco cheio de tanta ladainha que não acrescenta em nada, que não aproveita o momento como deveria. Não é o primeiro livro da autora que leio e em todos eles eu notei a mesma característica na escrita. Mas, eu sou brasileira e não desisto nunca. Sem contar que a proposta dos livros dela é interessante, então, acabo sempre caindo novamente na armadilha armada por Nora Roberts para os desavisados de plantão.

"A Sina do Sete" é uma trilogia e cada livro vai ter o foco em um dos três amigos que participou do pacto na pedra pagã.  Em “Irmãos de Sangue” vamos ouvir a historia pela versão de Caleb Hawkins, com seus 31 anos no momento. Ele possui todas as características clichês dos mocinhos  de romance: Bonito, simpático, inteligente e rico. Vem de uma família bem estruturada e nunca se deixou envolver por ninguém por medo da maldição que divide com os amigos.
Já Quinn, é totalmente inusitada. A mulher é viciada em comida e extremamente neurótica com o peso. Enquanto Cal e sombrio e cuidadoso, Quinn é a impulsividade em pessoa.
A atração que rola entre eles é quase imediata, aquela velho ditado que diz que os apostos se atraem.

Outro ponto interessante é que durante a trama, mais duas personagens são acrescentadas, com alguma ligação a um dos amigos de Cal.
Layla é uma gerente de loja de grife que certo dia pega o carro e sai sem rumo, indo parar direto em Hawkins Hollow, e assim que conhece Fox,  uma ligação entre eles acontece.

Cybill é uma amiga de Quinn, que vem para a cidade ajuda-la na investigação dos fatos de 21 anos atrás para tentar desvendar o mistério da cidade. Mas que, acidentalmente, quase acaba envolvida em acidente de carro com Gage. E o mais importante: Todas as três conseguem ver e sonham com o tal demônio que atormenta a vida dos habitantes da cidade.
De uma hora para outra os três, acabam se tornando seis e a luta contra o mal de Hollow se intensifica.
Como vocês podem perceber, o historia mescla, suspense, romance e misticismo. E, apesar da narrativa arrastada, é uma trama que deixa o leitor bastante ávido para saber o que acontecera depois.
A trama também possui uma intercalação entre presente e passado, nos mostrando aos poucos a origem do mal que foi liberado. Com toda certeza é uma trama muito bem costurada, mostrando toda a maestria de Nora Roberts.
Mas, eu também achei que a estrutura da historia é muito parecida com a da trilogia “Primos O'Dwyer” , também da mesma autora. Não somente toda a estrutura é exatamente igual, como os elementos usados são bem parecidos. Existem cenas descritas que, para quem leu a trilogia anterior, parece estar relendo o outro livro e não embarcando em uma nova aventura. Ao meu ver a autora peca na questão originalidade gravemente. Não é porque algo deu certo que se deve replicar eternamente. Uma hora cansa, entendem?

Enfim, é um livro bom, com seus altos e baixos. Mas, que apesar dos pesares, prende o leitor. A narrativa é feita em terceira pessoa, alternando entre presente e passado e também acompanha os seis protagonistas, nos dando uma visão ampla do cenário e das emoções de cada um deles.

Já a editora Arqueiro, está de parabéns. A edição física é muito bonita, com uma capa que remete bem aos mistérios apresentados na trama, uma diagramação simples, mas de qualidade, com uma revisão boa, fonte agradável para leitura e paginas amareladas.
“Somos mais que melhores amigos. Somos como irmãos. Gage olhou para a faca e depois para o rosto de Cal. - Irmãos de sangue.”
Sobre o autor:


Nora Roberts (nascida Eleanor Marie Robertson a 10 de Outubro de 1950) é uma escritora norte-americana. Foi a primeira mulher a figurar no Romance Writers of America Hall of Fame.
Autora de maior destaque da lista de best sellers no New York Times e a primeira a ser escolhida para a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, Nora Roberts é considerada uma pintora de palavras que a cada pincelada, dá vida a personagens cheios de energia e vigor.
Escritora metódica e insaciável, Nora já publicou mais de 160 romances, a maior parte no gênero suspense romântico, traduzidos para 25 idiomas e editados em todo o mundo. Sua alta popularidade como romancista advém do grande talento que possui para sensibilizar o leitor ao escrever narrativas de suspense que também falam sobre turbilhão de emoções que acontecem quando entramos em contato com nossos sentimentos mais profundos, principalmente amor e paixão.
No ano de 1995 a autora editou o primeiro volume da Série Mortal no original Naked in death (Nudez Mortal) sobre o pseudonimo de J.D. Robb, o qual hoje é prestigiado pelo mundo inteiro com mais de 25 volumes (em alguns países o número é menor). Autora Consagrada já vendeu mais de 2 milhoes de livros em todos os países publicados.

3 comentários:

  1. Eu li uma trilogia da autora e adorei. Queria ler esse pois achei que seria muito boa, adoro mistério e suspense e fiquei intrigada com esse pacto que os personagens fizeram e com esses acontecimentos estranhos na cidade que ligação tem aí, pena que tem momentos que ficam cansativos, mas gostaria de ler assim mesmo rs.

    ResponderExcluir
  2. Geeh!
    Já o que mais gosto é justamente as descrições e detalhes bem feitos pela autora.
    E essa mistura que ela faz de outros estilos, trazendo suspense ao livro e no final, tudo acaba em romance.
    “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.” (T. S. Eliot)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Geeh!
    Adoro a Nora Roberts, e esse livro já está em meus desejados. Estou apostando muito nessa trilogia. Eu, particularmente, não acho as histórias cansativas. Claro que deve ter alguns livros que são, até porque a autora escreveu milhões de livros durante, impossível não ter alguns que pecam em alguns quesitos. Mas, no geral, adoro a escrita dela e estou apostando muito nessa trilogia.

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png