3


Resenha: O Príncipe do Prazer - Nicole Jordan

Edição: 1
Editora: Essência
ISBN: 9788542206746
Autor: Nicole Jordan
Serie: Notorious - Livro 5
Titulo original: The Prince of pleasure
Ano: 2016
Páginas: 352
Tradutor: Ivan Hegen

Sinopse:
O marquês de Wolverton, Dare para os íntimos, é conhecido em todo o Reino Unido pela sugestiva alcunha de Príncipe do Prazer. Alto, forte, loiro e com penetrantes olhos verdes, dono de um charme arrasador e uma habilidade ímpar de lidar com cada curva do corpo das mulheres, ele tem o figurino perfeito para esse papel.
Porém, essa sua afamada expertise nada mais é do que uma fuga da dor de ter sido traído pelo grande amor de sua vida: a bela Julienne.
Sua vida tem uma reviravolta quando o caprichoso destino volta a colocá-lo frente a frente com a francesa, agora transformada em atriz famosa. Ao ser convocado para investigar um perigoso traidor da coroa, que trama em favor de Napoleão Bonaparte, ele precisará do talento para a dissimulação de Julienne para desmascarar o criminoso.
Resenha:

Em “O Príncipe do Prazer” vamos conhecer Jeremy Adair “Dare” North e Julienne Laurent. Ele um nobre aristocrata, herdeiro do título de Marques de Wolverton e de uma fortuna. Ela, uma jovem de origem francesa que perdeu o pai muito cedo, decapitado acusado de traição, e foi exilada da França sem direito a nada e obrigada a trabalhar para sustentar a mãe doente.

 Quando se conheceram, Dare e Julienne imediatamente se apaixonaram e se entregaram a um amor ardente.  Logo o casal estava noivo e fazendo planos para o futuro casamento. Mas os planos de Dare não foram bem aceitos pelo seu avô, o atual Marques, que jurou que colocaria um fim no malfadado relacionamento.
E assim o sonho de verão de Dare e Julienne teve fim, e os planos do casal terminaram antes mesmo de começar.
"Apesar do calor de sua declaração apaixonada, um arrepio súbito percorreu a jovem francesa com força o bastante para fazê-la estremecer. Ela não podia afastar o medo de que a felicidade deles não durasse."
Sete anos se passaram e agora Julienne é uma famosa atriz em Londres, requisitada e aclamada pelo publico, principalmente pelo masculino, que se vê encantado pela sua beleza etérea.
Miss Laurent agora tem uma careira consolidada e um nome reconhecido. Ela não é mais a menina que sonhou com um casamento e filhos anos atrás, agora ela sabe o poder que tem, aonde quer chegar e como usar seu charme para conseguir. Apesar de ainda ser atormentada pelos fantasmas do passado.

Já Dare, que agora é o atual Marques de Wolverton, entrou a uma vida de devassidão. Suas façanhas com o publico feminino se tornou lendária, dando a ele o título de “Principe dos Prazeres”.
O noivado fracassado entre Julienne e Dare foi devastador para ambos, mas Dare se entregou ao prazer carnal para aplacar a dor e as feridas psicológicas causadas por Julienne.

Mas atualmente, Dare tem ajudando um amigo e agora trabalha como espião da Coroa Britânica, para tentar deter  Caliban, um traidor e assassino que vem fazendo varias vitimas e espalhando o terror pela Inglaterra.
E essa busca por Caliban, ironicamente, acaba levando Dare de volta para Julienne. Dare precisa recrutar Julienne para trabalhar junto com ele em prol da Inglaterra. Precisa usar a fama da atriz a seu favor no jogo de gato e rato que ele vem travando contra o astuto traidor.

Mas, o que ambos não poderiam imaginar é que a chama que existia entre eles no passado não se apagou completamente e que o tórrido romance que viveram no passado ainda está bastante vivido na mente de ambos.
"Estar com Dare era como navegar em meio a uma tempestade, tentando não se afogar em um mar de emoções. A viagem era violenta, e as águas ficavam cada vez mais traiçoeiras."
Devo confessar que eu não sabia da existência da serie “Notorious”. Sim, eu já li e resenhei aqui para vocês o primeiro volume da serie, “Sedução”, mas eu realmente não sabia que “O príncipe do Prazer” fazia parte da serie, muito menos que era o encerramento. Tanto eu não sabia que li somente o primeiro e ultimo volume. O que não faz muita diferença, devo acrescentar, já que assim como a maioria das series de romance de época, os livros não possuem as trama entrelaçadas de forma alguma, a não ser pelo fato de todos os protagonistas se conhecerem.

“O Príncipe do Prazer” foi uma leitura super agradável, como tudo que é escrito por Nicole Jordan.
Assim como é bastante clássico nos romances de época, a protagonista foge bastante dos padrões. Mas, não é somente dos padrões da época, devo acrescentar, foge dos padrões do gênero em sí.

 Julienne é uma francesa que foi acusada de traição, que viu a fortuna de sua família, assim como os seus membros serem dizimados por intrigas politicas.
 Por trás do verniz, da mascara de atriz consagrada e de mulher plena, Julienne é uma garota que tem um passado escabroso. Mas o interessante é que ela não faz o tipo coitadinha, que fica se lamentando por sua má sorte. Ela não se deixa subjugar, de forma alguma e por ninguém, mesmo com medo.

Já Dare, esse é o clássico libertino. A decepção amorosa faz com que ele caia na vida de luxuria e encontre nos corpos femininos o esquecimento que ele tanto deseja.
Loiro, alto , forte, extremamente rico e dono de um charme que faz com que todas as mulheres rastejem aos seus pés, ele acaba ganhando reconhecimento na arte de sedução, sendo conhecido como o “príncipe dos prazeres”.  Ele é a máxima do clichê.

Mas o que dá um toque a mais na trama de Nicole Jordan é Julienne. Ela sofre uma metamorfose nos sete anos que se passa do prólogo e o inicio da trama, saindo do papel de mocinha sonhadora, para o de “femele fatale”. Uma oponente a altura para o Príncipe dos Prazeres. Julienne joga com Dare usando as mesmas artimanhas que ele costuma usar com as desavisadas que passaram por sua cama. A queda de braço entre eles é fantástica, pois ambos são jogadores de peso e decididos a ganhar.

A narrativa de “O Príncipe do Prazer” é feita em terceira pessoa e acompanha o casal Dare e Julienne, nos possibilitando essa imersão nos sentimentos conflitantes de ambos.
Nicole Jordan possui uma escrita muito simples e leve. Mas, eu acredito que em algumas cenas eróticas ela pesou um pouco a mão. Existe uma linha bem tênue entre o romance de época e o romance erótico nas cenas de sexo, e a grande diferença que podemos notar é a forma como o ato sexual é descrito, no romance de época sempre temos tudo extremamente detalhado, mas sem palavras chulas e vulgares, e a meu ver, aqui, em alguns momentos a autora pendeu sim para o vulgar, infelizmente.

No mais, “O Príncipe do Prazer” é um livro sensual e divertido, com uma bagagem emocional bastante grande, com personagens bem construídos e desenvolvidos e uma trama bastante complexa e misteriosa. É um romance lindo, com uma lição de superação inspiradora.

O livro físico também é uma obra muito bonita, com uma capa sexy, assim como a trama, uma diagramação simples, mas de qualidade, uma ótima revisão,  paginas amareladas e uma fonte agradável para leitura.
"Ele tentava se convencer de que com o tempo a esqueceria. Mas ela se infiltrava sob sua pele de novo, por mais que ele a amaldiçoasse.Nada podia impedi-lo de desejá-la constantemente, sem tréguas. Nada iria impedi-lo de continuar perseguindo-a.Nem mesmo a consciência da dor que ele iria sofrer no final."

A sequencia correta da serie "Notorious" é esta acima. Para ler a resenha de "Sedução", o primeiro volume serie, é só clicar no titulo.
Sobre o autor:


Autora campeã de vendas do New York Times, Nicole Jordan conta histórias encantadoras carregadas de paixão e sensualidade. Quando criança, Nicole mudava-se freqüentemente e estudou em uma escola na Alemanha. Depois ela formou-se em engenharia pela Georgia Tech e passou oito anos como gerente de produção de fraldas descartáveis e papel higiênico. Hoje em dia, Nicole vive nas montanhas rochosas do Utah com o seu herói da vida real (seu marido), e seus amados filhos (seus cavalos).
Com mais de duas dúzias de romances históricos escritos e cinco milhões de livros vendidos, Nicole agora desfruta o prazer em escrever sobre as faíscas que voam quando amantes da Regência jogam o jogo da união pelo casamento.
Os romances de Nicole aparecem regularmente em numerosas listas de Bestsellers.

3 comentários:

  1. oi Geeh
    Não conhecia a Nicole Jordan. Mas gostei da temática do livro, tirando os clichês. Gostei demais da Julienne. Que legal a autora não tentar vitimizar a personagem. Aprecio muito isso. Ainda mais que ela colocou Jilienne e o Dare em igualdade.
    Vou pesquisar mais sobre a série :)
    bjuss

    ResponderExcluir
  2. Geeh!
    Gostei de saber que a série pode ser lida de forma independente.
    E com amo os romances de época, justamente por rudo que citou e ainda porque tem um quê de erótico sem ser vulgar, fiquei com vontade de acompanhar Julienne com suas mudanças no decorrer dos anos e Dare.
    Bom feriado!
    “Saber envelhecer é a grande sabedoria da vida.” (Henri Amiel)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parece ser bem diferente dos romances de época e parece ser muito bom, pena que peca na vulgaridade no sexo, mas se os personagens são bem construídos e tem mistério que adoro acho que leria. Parece ser uma leitura que mexe com os nossos sentimentos no começo pelo fato dos dois não poderem ter ficado juntos.

    ResponderExcluir

Arquivo

© Livros de Elite - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png